(031) 3195-0580
4infra

O Objetivo desse tutorial é ensinar uma pessoa leiga que não tem nenhum conhecimento de TI a criar um e-mail na plataforma do GMAIL.

O Primeiro passo é abrir um navegador de internet e digitar o site: www.gmail.com e logo em seguida clicar em “criar conta” conforme a imagem abaixo:

Logo em seguida escolha o uso do GMAIL, conforme a sua necessidade são três tipos: Uso Pessoal, Seu filho ou para seu negócio (paga). Veja a imagem abaixo:

Agora entra com o seu NOME, SOBRE NOME e um e-mail de preferência que irá ficar como seunome@GMAIL.com, e nesse momento você também deve escolher uma senha! É bom lembrar que essa senha tem que ser forte e não recomendo usar sequência de números, data de nascimento ou algo que lembre a sua pessoa, dessa forma você evita que hackers roubem sua senha por ataques de força bruta.

Agora uma das partes mais importantes onde você deve entrar com as informações de segurança, na imagem abaixo enumerei as questões:

 

  1. E-mail no qual você criou no passo anterior
  2. Número do seu celular onde você pode usar para recuperar uma senha caso você esqueça.
  3. Entre com um e-mail alternativo que irá lhe servir também como recuperação caso você esqueça a sua senha
  4. Entre com sua data de nascimento oficial, pois caso você precise recuperar a senha o GMAIL irá lhe perguntar.
  5. Entre com seu gênero.
  6. Agora é só clicar me concluir.

 

Após entrar com as informações acima, na próxima tela você deve aceitar os termos do GMAIL conforme a tela abaixo:

 

 

Pronto! Após todos esses passos você já terá acesso ao seu no E-mail do Gmail e irá ver uma tela como tela abaixo:

 

 

 

Se você ainda tem duvidas de como criar um e-mail para você ou sua empresa, a 4infra é uma empresa especializada em suporte técnico e atendimento corporativos, entre em contato com um de nossos analistas de suporte e solicite um orçamento!

 

 O que é DRaaS

 Para que você saiba o que é DRaaS, neste artigo falaremos dos princípios básicos desta técnica de computação, as vantagens e desvantagens do DRaaS, as soluções para pequenas emprenas e, além disso, falaremos também sobre os benefícios do DRaaS e porquê ter um na sua empresa.

 

Deste modo, podemos dizer que o Disaster Recovery, ou DRaaS, é uma solução que tem como objetivo garantir a proteção da infraestrutura de TI da empresa garantindo a continuidade do negócio após possíveis falhas. Portanto, em relação à questão de o que é DRaaS, essa técnica garante à empresa um ambiente de trabalho secundário.

 

Adicionalmente, o plano de Disaster Recovery é um documento escrito que fala sobre as políticas e os procedimentos etapa por etapa, além das responsabilidades para recuperar os sistemas de TI e backup das organizações. Neste sentido, com a aplicação de o que é DRaaS, o ambiente de TI da empresa pode operar normalmente quando algum imprevisto acontece.

 

O que é Disaster Recovery DRaaS?

 

Agora que já sabemos um pouco mais sobre DRaaS, vamos falar neste tópico sobre os princípios básicos do plano de Disaster Recovery: ele se trata de um BCP, ou Business Continuity Plan, e é caracterizado como um sub-componente deste plano de continuidade das empresas.

 

Entretanto, o que é DRaaS realmente? Uma vez desenvolvido o BCP, o Disaster Recovery deve ser testado para garantir que o time de TI possa recuperar totalmente os sistemas de TI da organização referente ao tipo de “desastre” enfrentado durante a aplicação destes procedimentos.

 

Portanto, já imaginou como é importante ter um plano DRaaS na sua empresa? Pois bem, esta técnica permite que o seu ambiente de TI opere com 100% da funcionalidade, evitando que os seus funcionários fiquem com tempo ocioso e contribuindo também para a segurança do ambiente de TI da sua empresa.

 

Agora que você já sabe o que é DRaaS e como funciona o BCP para esta técnica, visite o site da 4infra Consultoria em TI – Suporte de TI para sua empresa (https://4infra.com.br/gerenciamento-e-monitoramento-remoto/) e confira agora mesmo as nossas soluções em DRaaS e gerenciamento remoto! Contamos com uma equipe técnica especializada e que poderá bem atendê-lo.

 

Quais são as vantagens do Disaster Recovery DRaaS?

 

 Uma vez que já falamos sobre os conceitos básicos do DRaaS, vamos falar agora sobre as principais vantagens que esta técnica em TI pode oferecer hoje para as pequenas empresas: benefícios como o BCP, o preço acessível para pequenas empresas e, além disso, a segurança da qualidade do ambiente de TI são alguns exemplos (https://www.acronis.com/en-eu/articles/disaster-recovery-plan/).

 

Mas antes de falarmos sobre as vantagens do DRaaS, devemos dizer que que há diferentes tipos de Disaster Recovery Plan, a saber: Network Disaster Recovery Plan. O qual ajuda o seu time de TI responder a uma interrupção não planejada do serviço de rede durante um “desastre”. Cloud Disaster Recovery Plan. Onde todos os sistemas e dados da empresa são feitos o backup para uma nuvem pública. Data Center Disaster Recovery Plan. Este tipo de plano exige que a sua organização configure uma instalação separada que é apenas utilizada quando um “desastre” acontece. Agora vamos falar sobre as vantagens:

 

 

Portanto, estas são algumas vantagens do DRaaS que a sua empresa de TI poderá se beneficiar com as soluções da 4infra Consultoria em TI – Suporte de TI para sua empresa, onde todo o monitoramento e suporte com o DRaaS é realizado pela nossa equipe técnica especializada em TI.

 

Quais são as desvantagens do Disaster Recovery DRaaS?

Agora que já falamos sobre as vantagens do DRaaS para pequenas empresas, vamos falar neste tópico sobre algumas desvantagens desta técnica. Deste modo, um ponto interessante que podemos citar são as regras de backup que levam as organizações a adotarem o modelo errado de DRaas.

 

Portanto, como uma desvantagem do disaster recovery (DR) plan são as regras do backup 3, 2, 1 que estipula 3 regras para que o plano do BCP possa ser implementado em pequenas empresas. Entretanto, estas regras garantem total proteção dos dados em um eventual “desastre” ao sistema. Confira:

 

 

Portanto, estas exigências do disaster recovery (DR) plan obrigam a empresa a providenciar estas três regras citadas acima, o que pode ter custos adicionais no começo da implementação do DRaaS. Mas fique tranqüilo! Os benefícios que listamos no começo deste artigo certamente superam as “desvantagens” para a sua pequena empresa.

 

Quais são as soluções e benéficos do Disaster Recovery DRaaS?

 

As soluções e os benefícios do Disaster Recovery DRaaS superam as “desvantagens” citadas no tópico acima, e podem proporcionar à sua empresa uma melhor performance do sistema durante um eventual “desastre”. Além disso, o DRaaS conta com sistemas de backup que são ideais para aplicação em pequenas empresas!

 

Portanto, o cloud disaster recovery (DR) plan é uma solução de TI que tem como benefícios o Cloud-based disaster recovery: o qual é a melhor opção em custo-benefício para a sua empresa. Com esta opção, um data-center em nuvem, por exemplo, é utilizado para armazenar sistemas críticos (sejam eles físicos ou virtuais), dados e aplicações da sua empresa.

 

Deste modo, uma outra vantagem do DRaaS (https://www.acronis.com/en-eu/articles/draas/) são os benefícios das soluções da Hybrid DR Cloud. Esta solução tem como objetivo a aplicação de um método que utiliza uma nuvem pública e um data-center privado, como, por exemplo, em um meio físico ou em nuvem.

 

Adicionalmente, o cloud disaster recovery (DR) plan é implementado com esta solução híbrida, o que fornece um excelente grau de flexibilidade, mantém os custos abaixo do esperado, e se adere à qualquer tipo de necessidades regulatórias e de compliance.

 

Portanto, podemos dizer que os benefícios do DRaaS para as pequenas empresas, são listadas em cinco grandes soluções: evita quedas de energia no local; evita a falha de hardwares e redes; evita erros de software e sistemas de TI; evita falhas no data-center local (não devido a queda de energia); protege os sistemas de TI em relação aos ataques à segurança.

 

Qual a importância de ter o Disaster Recovery DRaaS para pequenas empresas?

Como dissemos, a importância de ter o DRaaS para pequenas empresas está no fato de que elas podem adquirir esta tecnologia por um preço acessível de acordo com a quantidade de funcionários. Além disso, o DRaaS garante a segurança de todo o ambiente de Ti no caso de um eventual “desastre”.

 

Deste modo, todas as funcionalidades da empresa de TI em Belo Horizonte – BH poderão ser mantidas sem que maiores prejuízos ocorram aos servidores e também aos dados armazenados em nuvem! Tudo isso, a 4infra Consultoria em TI – Suporte de TI para sua empresa poderá proporcionar para o seu negócio!

 

GLPI é um termo aplicado a um serviço de gerenciamento de ativos de TI, um sistema onde podemos integrar um controle de incidências de chamados e ativos em um service desk, o mesmo é baseado em código aberto e escrito em PHP atribuído ao GNU (General Public License).

Benefícios

Essa ferramenta muito eficaz auxilia gestores e usuários a terem controles sobre incidentes recorrentes em sua empresa, ou prestadores de serviços sobre ativos de TI, através dela podemos gerar relatórios, controles de equipamentos, e ter um gerenciamento mais completo de tudo que ocorre no TI da sua empresa.

benefícios glpi

Essa ferramenta era bastante utilizada por gestores de TI, expressamente para ter um controle da sua estrutura de TI, mais com passar do tempo e com aplicações de plug-ins adicionais essa ferramenta se tornou ainda mais pratica no mercado, auxiliando também no gerenciamento de manutenções de equipamentos e instalações prediais e projetos e contratos por administradores, advogados, empresas de vários ramos estão optando em utilizar pelo custo operacional de implantação.

Como implantar o GLPI?

A 4infra consultoria em TI tem uma equipe especializada pronta para te atender, entre em contato conosco e venha padronizar e otimizar seus ativos de TI e recorrências de incidentes. 

glpi 4infra

A Microsoft já notificou seus usuários sobre o fim do suporte ao Windows 7 que foi lançado em 22 de outubro de 2009 e após 10 anos terá seu fim em 14 de janeiro de 2020.

Com o fim deste suporte a Microsoft não fornecerá mais suporte técnico para os problemas, nem atualizações de softwares e correções de segurança. Você ainda poderá continuar utilizando seu computador com Windows 7, o mesmo não irá parar de funcionar, mas o mesmo ficará mais vulnerável aos ataques das novas ameaças que crescem a cada dia.

Se o seu equipamento não for muito antigo, você poderá tranquilamente rodar o Windows10 nele, lembrando que você deverá adquirir uma nova licença para utilização do sistema operacional. Em 2016 houve uma promoção de atualização gratuita logo quando o Windows10 foi lançado, mas a mesma já expirou.

Com um equipamento antigo, você poderá ter problemas de performance ou incompatibilidade de drivers. A Microsoft recomenda adquirir um novo computador já com Windows 10, pois os computadores originalmente criados para funcionar com o Windows 7 não contam com vários recursos criados nativamente para funcionar com o Windows 10.

Lembrando que com o fim deste suporte as empresas desenvolvedoras de sistemas também terão que adaptar suas funcionalidades para o novo sistema operacional, é importante já planejar esta transição para que ela ocorra da melhor maneira.

Tudo que foi dito até agora, estamos tratando de usuários domésticos, a Microsoft estenderá as atualizações até 2023 para clientes do Windows 7 Professional e Enterprise no licenciamento por Volume, mas elas não serão gratuitas, as empresas poderão adquirir o programa de atualizações estendidas de segurança, chamadas de ESU. Essa é uma opção para aqueles clientes que ainda precisam executar os produtos mesmo após o fim do suporte. Atualizações de segurança estendidas serão distribuídas se e quando estiverem disponíveis. Este programa não inclui novos recursos, ou atualizações que não seja de segurança ou críticas.

O valor será cobrado por dispositivo e poderá variar dependendo da quantidade e ficarão mais altos a cada ano, por outro lado as empresas poderão receber descontos se assinarem a migração para Windows 10 Enterprise ou Windows 10 Education.

A 4Infra consultoria em TI tem uma equipe especializada pronta para te atender. Podemos te ajudar na transição do seu parque de TI para que o mesmo esteja em compliance em licenciamento e com as melhores práticas de segurança aplicadas

O e-CAC (Centro Virtual de Atendimento ao Contribuinte) é o portal de serviços que permite a comunicação via internet entre o contribuinte e a Receita Federal do Brasil (RFB).

Ultimamente diversas pessoas tem enfrentado problemas ao acessar o portal do ECAC, apresentando uma das Mensagens por exemplo é: 

ERRO 403 – Forbidden Acess Denied Ao entrar no portal ECAC

O que fazer neste caso?

Algumas das possibilidades abaixo podem ser o real motivo

 - Seu certificado digital possivelmente pode estar vencido, aconselhamos sempre a verificar a validade do certificado, remova os certificados já vencidos, e aqueles que não são mais usados, evitando assim qualquer possibilidade de conflito. 

- O sistema da Sefaz possa estar recebendo no momento muita solicitação, o que acaba congestionando sempre o sistema, aconselhamos realizar o teste em um outro pc, pois caso apresente o mesmo erro, pode ser que o sistema estava com um grande numero de requisição. 

Você pode consultar a disponibilidade da sefaz MG através do link abaixo:

http://www.nfe.fazenda.gov.br/portal/disponibilidade.aspx?versao=0.00&tipoConteudo=Skeuqr8PQBY=

Se todos estiverem verdes, significa que o sistema está estável sem problemas. 

Um outro procedimento a ser feito é:

- Altere as configurações de SSL de seu navegador Internet Exporer, basta seguir o procedimento abaixo:

- Abra as opções de internet, navegando em Ferramentas >> Opções da internet. 

 - Na aba Conteúdo, clique em Limpar estada SSL e espere a finalização. 

- Já na Aba Avançadas faça o seguinte processo:

- DESMARQUE a opção Usar HTTP 1.1 através de conexões proxy;

 - DESMARQUE a opção Permitir que o software seja executado ou instalado mesmo que a assinatura seja invalida; 

- DESMARQUE Usar TSL 1.1;

- DESMARQUE Usar TSL 1.2;

- DESMARQUE Verificar revogação de certificados do servidor;

- MARQUE a opção Usar HTTP 1.1

 - MARQUE a opção Usar SSL 2.0 - MARQUE a opção Usar SSL 3.0

 - MARQUE a opção Usar TSL 1.0

Clique em Ok e depois em Aplicar, feche o navegador e faça um novo teste. 

Caso tenha alguma dificuldade, a 4infra é uma empresa de suporte de TI e podemos ajuda-lo a resolver muitos problemas relacionados a infraestrutura de TI, atendemos remotamente em todo o Brasil. Consulte nossos especialista!

chevron-down