(031) 3195-0580
4infra

CASB: por que você deve ter atenção a isso?

CASB: por que você deve ter atenção a isso?

Se você ainda está se familiarizando com as inúmeras terminologias de TI e suas aplicações no ambiente de trabalho, é melhor incluir mais uma na lista: CASB. 

Do inglês “Cloud Access Securtity Broker", ou corretor de segurança de acesso à nuvem, trata-se de um software de verificação de políticas de segurança que ajuda empresas a controlar o acesso e uso da nuvem por colaboradores e parceiros.

Em outras palavras, o CASB garante que os serviços em nuvem da organização sejam utilizados de maneira adequada, permitindo o monitoramento das atividades do usuário e de dados confidenciais mesmo fora dos perímetros físicos do negócio.

Como é o funcionamento do CASB

Os sistemas CASBs atuam como um tipo de filtro, proxy e firewall, sendo hospedados no local ou remotamente. A partir daí, qualquer usuário autorizado pode acessar os serviços por meio da nuvem.

Os corretores de segurança reforçam as políticas de segurança da organização, detectando aplicações em nuvem não homologadas pela TI, assim como dados sensíveis que estão em trâmite. Sendo assim, lidam com funcionalidades de segurança como criptografia, registro de alerta, autenticação e autorização, prevenção e detecção de malware, entre outros.

Pode até parecer que o CASB seja uma roupagem nova para soluções já existentes, mas na verdade a tecnologia se distingue das demais aplicações de segurança por apresentar IDaaS (identidade como serviço), WAFs (web application firewalls), secure web gateways e firewalls corporativos.

Outro aspecto do sistema CASB é a existência de conectores e integrações nativas com soluções de produção, como Microsoft 365 e GSuite, além de serviços de armazenamento em nuvem, como OneDrive, Google Drive, Box e Dropbox.

Com o crescimento de serviços em nuvem nas organizações, muito se tem trabalhado para garantir a proteção do ambiente virtual, tornando o CASB um software determinante para a segurança do mundo corporativo.

Ao implantar um corretor de segurança de acesso à nuvem, o gestor de TI deve observar se a aplicação apresenta os quatro pilares necessários para um programa efetivo de segurança cibernética. 

Veja quais são:

Visibilidade

Essa função tem o objetivo de deixar visível todos os serviços em nuvem, uma forma de controle de dados e de proteção contra a Shadow IT (projetos gerenciados sem o conhecimento da TI). A implantação do CASB permite descobrir programas que estão rodando de maneira clandestina, encontrar redundância e até mesmo custos adicionais de licença.

Outro ponto significativo desse pilar é que ele não apenas permite e proíbe a utilização de serviços, mas coloca critérios sobre as atividades. Dessa maneira, a TI pode, por exemplo, conceder acesso irrestrito ao Microsoft Office 365 para usuários que fazem uso de dispositivos corporativos, mas liberar apenas o e-mail via browser em aparelhos fora do gerenciamento da empresa.

Conformidade

Toda organização possui suas próprias regras e políticas de segurança. Por isso, à medida que dados e sistemas são migrados para a nuvem, eles precisam estar em conformidade com as regulamentações criadas.

O CASB garante essa conformação, protegendo dados pessoais e corporativos sob forte estrutura de governança de segurança em nuvem e regulação.

Segurança de dados

Detectar vazamentos de dados é uma funcionalidade importante para as empresas. Afinal, nenhum gestor quer ter suas informações sensíveis sendo utilizadas indiscriminadamente por cibercriminosos. 

O CASB utiliza DLP (Data Loss Prevention) em nuvem, que reduz a superfície de ataque ao usar contexto como usuário, localização, horário e tipo de atividade, entre outros, como métrica de prevenção. 

Dessa maneira, quando um conteúdo sensível for sinalizado na nuvem, o CASB transfere as suspeitas de violação para que seus sistemas locais rodem uma investigação posterior. Assim, o software atua como mediador, identificando e interrompendo qualquer operação maliciosa antes que ela impacte o andamento do negócio.

Proteção contra ameaças

Quando o assunto é proteção digital, existe uma falsa sensação de segurança nesse ambiente, principalmente nos pequenos e médios negócios, que acreditam que soluções mais simples podem salvá-los das ameaças.

O problema é que as empresas precisam garantir que os próprios funcionários não estejam realizando ações arriscadas no meio corporativo, introduzindo ou propagando malware e ameaças na nuvem ao compartilhar ou fazer upload de um arquivo infectado.

O CASB é uma solução que defende o ambiente cloud em uma organização ao corrigir ameaças em tempo real, quando um usuário tenta baixar arquivos maliciosos ou acessar serviços em nuvem não autorizados.

 

Para a sua empresa, que já faz uso de uma série de recursos de proteção em TI, o CASB vem somar e garantir a eficácia da segurança  das organizações, sendo uma aplicação essencial para gerenciar riscos e controlar as vulnerabilidades dos sistemas.

Quer entender melhor sobre o corretor de segurança de acesso à nuvem? Entre em contato com a 4Infra! Nossos especialistas vão te ajudar a ter uma ferramenta que trabalhe a favor do seu negócio.

 


11 de novembro de 2021

Próximos Artigos
Deixe uma resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compartilhe este artigo

Assuntos Relacionados
Tudo sobre SD-WAN
19 de novembro de 2021
A importância da compliance na área de TI
17 de novembro de 2021
Deixe seu Office 365 ainda mais protegido
13 de novembro de 2021
CASB: por que você deve ter atenção a isso?
11 de novembro de 2021
1 2 3 120

Contato

Telefone:

(31) 3195-0580
Endereço:

Rua Marechal Foch, 41, Pilotis
B. Grajaú / Belo Horizonte / MG
Funcionamento:

Seg - Sex: 8h às 18h

Assine nosso Newsletter

chevron-down