(031) 3195-0580
4infra

Cuidados que as PMEs precisam ter com cloud computing

Cuidados que as PMEs precisam ter com cloud computing

Armazenar dados em cloud computing já é uma realidade, embora muitas empresas resistam à mudança. O motivo principal é a falta de confiança em um sistema que, aparentemente, pode não ser tão seguro, ainda que todas as evidências apontem para o contrário.

A gente até entende a preocupação dos gestores e empresários da PMEs, já que ataques cibernéticos e sequestro de dados são mais comuns que a gente pensa. Mas, tomando os cuidados devidos, o cloud computing é, sem sombra de dúvidas, uma solução que facilita a gestão das empresas.

Melhorarando o desempenho com cloud computing

Cloud computing, ou computação em nuvem, é uma inovação que disponibiliza o acesso online a arquivos e aplicações que normalmente ficariam em um servidor físico. Para tanto, basta que o dispositivo de acesso esteja conectado à internet.

Em outras palavras, todos os dados gerados pela empresa e aplicações adquiridas para melhorar a performance do negócio são armazenados remotamente, sem a presença de equipamentos no local para concluir esse procedimento.

Essa inovação disponibiliza recursos de rede, armazenamento e gerenciamento de segurança, transformando o modo como as informações são compartilhadas e organizadas dentro do processo gerencial.

Nesse sentido, a tecnologia baseada em nuvem é bastante segura, mas as empresas precisam fazer a sua parte para garantir a confiabilidade do armazenamento dos dados. Ou seja, o sistema existe para apoiar o negócio, mas os níveis de segurança e integridade devem ser moldados pela empresa.

Para que as PMEs extraiam o máximo potencial da solução, e se previnam de possíveis ameaças, é preciso tomar alguns cuidados ao utilizar o cloud computing.

Vamos a eles?

Gerenciamento de senhas

Parece algo simples e corriqueiro, mas utilizar senhas fracas pode colocar tudo a perder. Assim como a tecnologia avança a passos largos, os cibercriminosos também se especializam nos meios digitais no que tange a quebrar senhas e invadir sistemas.

Por isso, crie senhas fortes e complexas, misturando letras, números e caracteres especiais. O objetivo é dificultar cada vez mais que estranhos infiltrem o ambiente digital da organização.

A dica é criar algo do qual você consiga se lembrar, sem precisar anotar, mas evitando combinações óbvias, como data de nascimento, cidade onde mora e coisas do tipo. Além disso, para melhorar a segurança, considere alterar a senha de tempos em tempos.

Selecione as informações a serem armazenadas

Mesmo que a tecnologia seja comprovadamente segura, é recomendado não armazenar arquivos sigilosos ou estratégicos em qualquer sistema em nuvem. O interessante é espalhar os dados corporativos em mais de um servidor e fazer backups constantemente, a fim de dificultar o acesso de pessoas não-autorizadas a essas informações.

Limite os acessos

Procure trabalhar com autorizações e sistema de hierarquia para acessos dos arquivos na nuvem.

Isso significa que nem todo mundo que trabalha na sua empresa precisa ter acesso a todas as informações. Uma atendente, por exemplo, não precisa saber das informações confidenciais da diretoria.

A solução para isso é relativamente fácil: basta criar permissões para que determinados perfis não se conectem a informações específicas do negócio.

Escolha o serviço de cloud computing apropriado

Cloud computing é um serviço oferecido por diferentes tipos de armazenamento, incluindo o público, privado ou nuvem híbrida.

A nuvem pública disponibiliza soluções prontas e sem flexibilidade. Já a nuvem privada permite que a PME rode a aplicação ou programa que precisar.

Por fim, a nuvem híbrida ou mista que é a junção das duas citadas. Ela proporciona todos os recursos para que as empresas trabalhem de forma mais ampla, armazenando os softwares do escritório na nuvem pública e aplicativos específicos na privada.

Por que dispor de cloud computing?

Um dos grandes diferenciais da computação em nuvem é salvar as informações em caso de desastre, seja ele natural, criminoso ou consequência de uma falha humana durante o processo. Se os dados estão só no hardware, ou seja, nos dispositivos físicos, podem ser perdidos para sempre em uma situação adversa.

Com o cloud computing isso não acontece, pois os dados estão guardados em um servidor remoto (ou vários) que pode ser acessado a qualquer tempo.

Efetivar decisões sobre o processo de armazenamento em nuvem é mais complicado quando não se é da área de TI. Por isso, a 4Infra se coloca à disposição para te orientar no que for preciso.

Somos uma empresa de consultoria em TI focada em levar excelência a PMEs que (ainda) não contam com uma base sólida de tecnologia da informação. Quer saber mais? Entre em contato com a gente e vamos conversar!

 


23 de novembro de 2020

Próximos Artigos
Deixe uma resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compartilhe este artigo

Assuntos Relacionados
HDD e SSD: saiba a diferença e qual usar no seu servidor
30 de agosto de 2021
Entenda a importância do RTO e RPO
27 de agosto de 2021
Conheça as vantagens da Rede Social Corporativa e Intranet
25 de agosto de 2021
Ataque DDoS: saiba como proteger sua empresa!
23 de agosto de 2021
1 2 3 111
chevron-down