(031) 3195-0580
4infra

O outlook morreu?

O outlook morreu?

Não sei se você é da época da internet discada, mas, se é, sabe que o Outlook já foi o principal servidor de e-mail dos lares brasileiros (quiçá do mundo). A interface era simples, para quem estava tendo o primeiro contato com a ferramenta (e a internet, no geral). 

Com o passar do tempo, novas caixas online de e-mail, como Yahoo!, Hotmail e Gmail, surgiram como boas opções para quem desejava experimentar plataformas diferentes. Assim, o Outlook foi deixado cada vez mais de lado, até desaparecer completamente…

Será? Será, mesmo?

Não. O Outlook não morreu - e nós podemos provar.

Para uso profissional ou pessoal, o Outlook, aplicativo criado pela Microsoft em 2012, é um gerenciador de e-mails bastante útil, por exemplo, para quem precisa de ajuda extra na organização de reuniões e calendários.

A criação da plataforma teve início a partir da compra do Hotmail, em 1998, por Bill Gates. O processo de transferência das contas do Hotmail para o Outlook levou bastante tempo. Isso porque todos os usuários foram contactados para que atualizassem suas contas, totalizando mais de 300 milhões de assinaturas ativas.

Até então, essa foi a maior migração de contas da história, o que explica a enorme quantidade de usuários registrados na plataforma desde o primeiro dia da sua criação. Além disso, o Outlook também oferece benefícios como o Skype incorporado na ferramenta, o que é de grande utilidade para milhões de pessoas, principalmente no âmbito profissional.

Por isso, em vez de decretar que o Outlook está morto, que tal enxergá-lo por outro prisma? Abaixo, vamos falar sobre as principais vantagens e potenciais desvantagens desse modelo de servidor.

Por que utilizar o Outlook?

Seja qual for o seu provedor de emails, existe algum motivo para ele ter sido escolhido entre todas as opções. Atualmente, o Gmail está em disparada vantagem em relação ao número de usuários cadastrados e ativos em todo o mundo.

O Outlook vem logo em seguida, graças e principalmente às ferramentas inclusas ao aplicativo. Contudo, é importante lembrar que a principal funcionalidade de um servidor deve ser a facilitação da comunicação entre pessoas e empresas.

As últimas atualizações do Outlook, realizadas em 2018, trouxeram melhorias significativas para a sua versão mobile. Ou seja, o uso do aplicativo em smartphones e tablets foi aprimorado. Além disso, o calendário também ganhou funcionalidades que atraem o público.

Por exemplo: agora, o Outlook pode definir lembretes para que você realize o pagamento de faturas automaticamente. A ideia é que a plataforma reconheça emails que contenham faturas em seus anexos e programe lembretes no calendário, disparando-os ao usuário a cada dois dias.

A gestão de reuniões também foi aprimorada. Mesmo não sendo o organizador de uma reunião, você pode verificar as respostas dos participantes em seus calendários. Assim, você sabe de antemão quem estará presente na ocasião. Claro, a opção para restringir esse tipo de acesso à sua reunião e aos participantes também está disponível aos assinantes.

Muitos outros benefícios foram lançados na última atualização do Outlook, como a sincronização de pastas de rascunhos entre pessoas e dispositivos. Além disso, outras promessas de melhorias foram divulgadas para o uso em iOS e Android - e devem entrar em uso em um futuro próximo.

Desvantagens (que nos levam a querer a morte do Outlook)

O que parecia positivo pode ter se tornado um problema para alguns usuários. É que, aparentemente, a plataforma oferece recursos demais, de acordo com feedback enviados pelos clientes, o que dificulta a utilização de itens básicos do serviço.

O fator de maior afastamento do Outlook das grandes massas, talvez, ainda seja o custo para utilização. Por se tratar de um recurso do Pacote Office, a ferramenta não é gratuita. Assim, outras alternativas gratuitas ganham cada vez mais espaço oferecendo, basicamente, os mesmos serviços.

Justamente por fazer parte de um pacote de ferramentas, o Outlook não permite muitas integrações a outros sistemas que fazem parte da rotina pessoal e profissional de muita gente - como é o caso dos aplicativos do Google.

Além disso, outro ponto em que o Outlook costuma perder em qualidade, na avaliação dos clientes, é a dificuldade em ter acesso ao suporte da ferramenta para quem a utiliza em dispositivos como sistemas operacionais que não sejam Windows, como o Mac, cujo sistema é iOS.

Veredito: Outlook vale a pena ou não?

Assim como todo provedor de e-mails, o Outlook oferece prós e contras. Analisar cada um dos pontos positivos, e aqueles nem tão positivos assim, é o caminho para decidir se a ferramenta vale a pena para o seu tipo de necessidade.

O sistema de impedimento de proibição automática de spam e sua adequação quanto ao envio de arquivos pesados agregam e muito a lista de benefícios do Outlook.

Outros pontos positivos que fazem valer a pena a escolha pelo Outlook são a categorização das mensagens de modo automático, acesso offline aos e-mails, compatibilidade com os demais serviços da Microsoft e a facilidade para compartilhar arquivos com outros usuários.

Entretanto, outros detalhes podem pesar contra a decisão por essa ferramenta, como a impossibilidade de agendar ou adiar mensagens, o não salvamento de pesquisas na busca e a falta de respostas inteligentes.

Agora ficou fácil entender o porquê de o Outlook estar ativo e operante, contando com a assinatura de milhões de usuários, certo? Você pode visitar o blog da 4Infra para fazer mais descobertas como essa.

Dica do dia: conhecer as melhores dicas de TI em Home Office para quem não trabalha com TI. Vai lá conferir!

 


6 de julho de 2020

Próximos Artigos
Deixe uma resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compartilhe este artigo

Assuntos Relacionados
HDD e SSD: saiba a diferença e qual usar no seu servidor
30 de agosto de 2021
Entenda a importância do RTO e RPO
27 de agosto de 2021
Conheça as vantagens da Rede Social Corporativa e Intranet
25 de agosto de 2021
Ataque DDoS: saiba como proteger sua empresa!
23 de agosto de 2021
1 2 3 111
chevron-down