(031) 3195-0580
4infra

Roteador de wifi: 7 dicas para escolher o melhor

Roteador de wifi: 7 dicas para escolher o melhor

Escolher um roteador de wifi para sua empresa não é uma tarefa tão simples. É preciso saber as funcionalidades do equipamento para que ele se adeque às necessidades da empresa. Nem sempre o roteador mais potente do mercado é o melhor para seu negócio. Por isso, listamos 7 dicas para você não errar na hora de escolher um roteador de wifi para integrar sua infraestrutura de TI. Confira!

Escolha a velocidade adequada: padrão e frequência

O roteador de wifi, para dar conta da atividade empresarial, deve ter uma velocidade que se adequa à demanda. Isso significa escolher corretamente o padrão e a frequência.

Atualmente, os principais dispositivos são compatíveis com os padrões IEEE 801.11. As variações do padrão são as letras a, b, g e n, que são o protocolo utilizado para “espalhar” o wi-fi. Teoricamente, quanto mais moderno o protocolo do roteador (N e AC), melhor ele é, porque oferece velocidades maiores de acesso à internet, mantém a conexão estável em mais dispositivos simultaneamente e alcança áreas maiores também.

Mas se lembre de que não basta comprar o roteador com o protocolo mais recente: seus outros dispositivos devem ter suporte a ele.

Quando falamos da frequência de rádio na qual o seu sinal Wi-Fi será distribuído, estamos falando de gigahertz. A maioria dos aparelhos atuais usam as frequências de 2,4 GHz ou 5 GHz (velocidade mais alta, mas que não está presente em todo dispositivo). Na hora de escolher um roteador wifi, é interessante optar por um equipamento que opera nas duas frequências.

Avalie o número de conexões suportado

Um alto número de conexões e requisições de rede simultâneas podem gerar congestionamentos que causam lentidão na transmissão de dados. E isso é muito comum em uma empresa, obviamente. Diante do fato, na hora de escolher o melhor roteador de Wi-Fi, é importante levar em consideração o número de conexões que ele suporta ao mesmo tempo.

Verifique a força do sinal

A força do sinal pode ser verificada por teste reais, muito comum em alguns sites. Não é tão esperto confiar nas especificações publicadas pelo fabricante, porque cada um quer “vender seu peixe”.

Cada roteador de wifi é avaliado por uma força de sinal diferente, e um deles será o mais adequado para sua empresa. Ele sofre interferências de obstáculos físicos, então se lembre de considerar isso na hora de avaliar.

Se você já estiver em posse de um roteador, fica mais fácil fazer os testes de rendimentos.

Não se esqueça da segurança

A proteção da rede contra invasores e ataques cibernéticos é primordial. Por isso, ao escolher um roteador de wifi, é preciso considerar a encriptação. Roteadores sem-fio costumam empregar WPA ou outros tipos de encriptação.

Pense na compatibilidade

O melhor roteador de wifi para sua empresa certamente deve ser compatível com a infraestrutura de TI utilizada. É viável e interessante combinar o roteador com as placas de rede existentes, por exemplo. A compatibilidade é um dos elementos que confere mais velocidade à conexão, inclusive.

Modo de suporte ao cliente

A empresa fabricante do roteador de wifi possui um bom atendimento e relacionamento com  o consumidor? Como é feito o suporte técnico e a assistência? Tudo isso deve ser levado em conta na hora de comprar o equipamento, já que esse suporte pode ser essencial na hora da instalação ou manutenção do dispositivo.

Compare garantias

Quando tudo que já foi dito tiver sido analisado e ainda restar duas opções de roteadores nas mãos, compare as garantias ofertadas pelo vendedor ou fabricante. Quem não deseja ter garantia de 3 anos de um equipamento que é maciçamente utilizado em uma empresa?

A escolha de um acess point de wifi é importante para que a empresa consiga operar com alto desempenho. Uma boa marca escolhida por especialistas é a Ubiquiti na linha UNIFI. Mas é a análise de redes corporativas que pode contribuir muito neste momento, pois conseguirá informar ao gestor qual a real necessidade da empresa, adequando o access point à demanda.

Quer ajuda para fazer essa análise? Fale com a 4infra!


13 de novembro de 2018

Próximos Artigos
Deixe uma resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compartilhe este artigo

Assuntos Relacionados
HDD e SSD: saiba a diferença e qual usar no seu servidor
30 de agosto de 2021
Entenda a importância do RTO e RPO
27 de agosto de 2021
Conheça as vantagens da Rede Social Corporativa e Intranet
25 de agosto de 2021
Ataque DDoS: saiba como proteger sua empresa!
23 de agosto de 2021
1 2 3 111
chevron-down