(031) 3195-0580
4infra

Segurança em TI e mudanças nas políticas de privacidade

Segurança em TI e mudanças nas políticas de privacidade

A ideia de privacidade ganhou novos contornos nos últimos anos, com o avanço de tecnologias de identificação e rastreamento, biometria, internet das coisas e compartilhamento de dados. É preciso estabelecer alguns critérios que possam proteger os dados - mas todo cuidado é pouco, já que algumas políticas afetam diretamente a segurança em TI.

Um dos exemplos mais recentes é o Regulamento Geral de Proteção de Dados (GDPR) europeu, que abriu portas para a normatização de condutas em termos de privacidade. Esse documento inspirou, no Brasil, a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), que entra em vigor em agosto.

A necessidade de mudanças nas políticas de privacidade vem dos riscos oferecidos por inúmeros tipos de violação de conduta à segurança pessoal e ao próprio setor de segurança em TI.

Um relatório feito pelo instituto Ponemon aponta que, em 2019, o custo médio global de violação de dados foi de 3,92 milhões de dólares. Os pesquisadores também destacam o quanto a recuperação de desastres é difícil para as corporações. Em linhas gerais, o tempo que se leva para identificar e conter uma violação é de 279 dias.

Esse relatório também demonstra que que a principal causa de violações - mais especificamente 51% - é a motivação criminal. Ou seja, estabelecer um alvo e roubar dados ou sequestrar informações valiosas para os gestores do dispositivo invadido. Outras  causas comuns são falhas no sistema e erros humanos a partir de comportamento negligente. 

LGPD e a segurança em TI

A nova LGPD tem como seu primeiro fundamento, disposto no Art. 2º, “o respeito à privacidade”. Além disso, a lei apresenta um novo conceito de consentimento, que também estabelece regras para o tratamento e o compartilhamento de dados. 

Essa lei tem grande potencial para se tornar a norma de maior impacto ao empresariado brasileiro nos últimos anos. Afinal, há mudanças tanto na forma de recolher dados de terceiros quanto nos meios de garantir a segurança em TI para esses dados. Em relação à adoção de medidas preventivas, por exemplo, a lei promete superar bastante o Código de Defesa do Consumidor.

As empresas que lidam com coleta e tratamento de dados precisam se adequar o quanto antes. As medidas dispostas na lei são complexas, incontáveis e expressivas, e estabelecem parâmetros legais, procedimentais e tecnológicos, além de muitos outros.

Os efeitos da proteção de dados mais rígida pode findar inúmeras brechas que causam a falta de privacidade e afetam, diretamente, na segurança em TI das empresas.

Mas, ainda assim, é preciso investir em soluções de proteção para sua empresa; quanto mais, melhor.

Como se proteger das violações cibernéticas

Entre as principais causas da violação de dados encontram-se o envolvimento de terceiros, falha de conformidade, uso extensivo de plataformas móveis e migração extensiva da nuvem. 

Para manter o sigilo das informações é preciso investir em análise cibernética, capaz de e identificar as ferramentas de segurança necessárias a cada contexto. Usar criptografia para acesso aos principais dispositivos ou pastas, e treinar os funcionários para evitar os erros humanos, é essencial.

Nenhuma dessas práticas, sozinha, garante a proteção completa - e, por isso, é imprescindível utilizar mais de uma solução, amenizando furos de segurança em TI.

Quer saber mais? Fale com a 4Infra! Nossos consultores podem te ajudar a encontrar a melhor solução para sua empresa. Entre em contato para conhecer nossos serviços!

Próximos Artigos
Deixe uma resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compartilhe este artigo

Assuntos Relacionados
HDD e SSD: saiba a diferença e qual usar no seu servidor
30 de agosto de 2021
Entenda a importância do RTO e RPO
27 de agosto de 2021
Conheça as vantagens da Rede Social Corporativa e Intranet
25 de agosto de 2021
Ataque DDoS: saiba como proteger sua empresa!
23 de agosto de 2021
1 2 3 111
chevron-down