Para falar sobre sistemas operacionais para mainframes, precisamos, primeiro, definir o que eles são. 

Os mainframes são poderosas máquinas que desempenham um papel crucial no processamento de dados em escala empresarial. Essas máquinas, conhecidas por sua confiabilidade e capacidade de lidar com enormes volumes de dados, dependem fortemente de sistemas operacionais robustos para garantir um desempenho eficiente e seguro.  (mais…)

No vasto universo da tecnologia da informação, é comum encontrarmos diversos sistemas operacionais, cada um com suas características únicas. Entre eles, destaca-se o BSD. Mas o que é BSD? (mais…)

Você sabe o que é Chrome OS? Se ainda não conhece o conceito em profundidade, pelo menos já utilizou o sistema alguma vez na vida… (mais…)

O mundo da tecnologia é vasto e repleto de sistemas operacionais que impulsionam nossos dispositivos e servidores. Entre eles, destaca-se a importância de conhecer e entender o Unix – como funciona, seus benefícios e desafios, entre outras informações. (mais…)

Quem usa computador, smartphone e outros recursos da Apple já sabe de cor o que é MacOs. Contudo, suas inúmeras vantagens passam despercebidas por quem ainda não utilizou os gadgets desenvolvidos pela famosa empresa de Steve Jobs. (mais…)

Nesse artigo, vamos abordar o que é um sistema de arquivos e sua importância no desempenho e segurança de dados.

A seleção cuidadosa dessas estruturas fundamentais não apenas impacta diretamente no operacional, na preservação da integridade e confiabilidade das informações digitais.

Somos uma empresa especializada em Tecnologia da Informação.

Atendemos presencialmente as cidades de Belo Horizonte e região Metropolitana e atendimento remoto para Rio de Janeiro, São Paulo, Salvador e Brasília.

Atuamos com soluções e serviços de ti personalizados (outsoursing) e disponibilizamos profissionais capacitados para atuar in loco.

Para demais localidades, consultar viabilidade através do e-mail comercial@4infra.com.br.

Sistema de arquivos | File System

Sistema de arquivos | File System

O que é um sistema de arquivos?

Um sistema de arquivo, também conhecido como file system, é um conjunto de regras e estruturas utilizado para organizar, gerenciar e armazenar informações em HDDs, módulos SSDs, CDs, DVDs, pen drives e cartões de memória. Essas regras são fundamentais para determinar como os dados serão gravados no dispositivo de armazenamento.

Existem diversos sistemas de arquivos, cada um desenvolvido para atender a diferentes ambientes, sistemas operacionais, dispositivos, necessidades e plataformas.

Alguns exemplos de sistemas de arquivos comuns incluem o FAT32, NTFS, ReFS e exFAT, utilizados por dispositivos Windows, enquanto o HFS+ e APFS são empregados no macOS. Já em ambientes Linux, encontramos sistemas como ext2, ext3, ext4 e btrfs.

Os sistemas de arquivo desempenham um papel crucial no gerenciamento da escrita, armazenamento e recuperação de dados. Eles mantêm informações detalhadas, também conhecidas como metadados, sobre a localização dos dados nos dispositivos de armazenamento e como o espaço livre será utilizado.

Essas regras são essenciais não apenas para a organização eficiente dos dados, mas também para preservar a integridade das informações. Isso ocorre porque elas supervisionam o processo de leitura e gravação de dados, garantindo um funcionamento consistente e seguro.

Pra que serve um sistema de arquivos?

Organização Eficiente de Dados: O sistema de arquivos organiza os dados em uma estrutura hierárquica, incluindo arquivos, pastas e diretórios. Essa organização simplifica a gravação, localização e recuperação de dados, contribuindo para a criação de uma estrutura organizacional que o sistema operacional pode entender.

Gestão Inteligente do Espaço de Armazenamento: É o file system que monitora quais áreas do dispositivo de armazenamento estão em uso e quais estão disponíveis. Quando arquivos são criados, modificados ou excluídos, o sistema aloca ou libera espaço conforme necessário. Além disso, lida com a desfragmentação, otimizando a disposição dos dados para aprimorar o desempenho e a eficiência ao acessar informações.

Controle de Acesso e Permissões: O sistema de arquivos gerencia o acesso aos dados e diretórios, determinando permissões para leitura, gravação e modificação com base nas configurações específicas de usuários e aplicativos. Também encarrega-se da aplicação de níveis de segurança, incluindo criptografia, para salvaguardar os dados e garantir a privacidade.

Integridade dos Dados e Recuperação de Erros: Monitora continuamente a integridade dos dados e implementa mecanismos de recuperação de erros. Técnicas como journaling ou copy-on-write rastreiam as mudanças, permitindo a recuperação de versões anteriores em caso de falhas ou corrupção de dados.

Gestão de Metadados: O sistema de arquivos administra os metadados, informações extras sobre arquivos e diretórios, como datas de criação e modificação, tamanho, permissões de acesso e propriedades. Esses metadados são essenciais para os usuários encontrarem e gerenciarem arquivos, e o sistema operacional os utiliza para realizar diversas tarefas, incluindo backups e indexação de dados.

Quais sistemas de arquivos são mais utilizados em servidores?

Quando se trata de servidores e storages, uma variedade de sistemas operacionais está em jogo, cada um com seu próprio sistema de arquivos. Entre os mais amplamente utilizados estão:

Ext4 (Fourth Extended Filesystem): Uma evolução do Ext3, o Ext4 é um sistema de arquivos popular para servidores Linux. Reconhecido por suportar arquivos grandes, oferece alto desempenho e uma maior resistência à corrupção de dados.

XFS: Desenvolvido pela SGI, o XFS é um sistema de arquivos de 64 bits voltado para alto desempenho, especialmente projetado para escalabilidade e paralelismo. É comumente adotado em servidores e storages Linux devido à sua eficiência e habilidade em lidar com grandes volumes de dados.

Btrfs (B-tree File System): Projetado para Linux, o Btrfs destaca-se por proporcionar escalabilidade aprimorada, tolerância a falhas e flexibilidade para servidores e soluções de armazenamento em disco. Oferece recursos como instantâneos, deduplicação e compressão de dados, sendo uma escolha adequada para aplicações corporativas que demandam essas funcionalidades.

ZFS (Zettabyte File System): Desenvolvido pela Sun Microsystems e mantido pela comunidade OpenZFS, o ZFS é ideal para ambientes baseados em FreeBSD, Solaris e outros servidores e estações Linux. Sua combinação de gerenciamento de volume e sistema de arquivos proporciona recursos avançados, incluindo snapshots, clones, deduplicação e compressão.

NTFS (New Technology File System): O NTFS é o sistema padrão para soluções Microsoft e é comumente adotado em servidores Windows. Destaca-se por oferecer suporte a tamanhos de arquivo e volume grandes, controle de acesso granular e journaling para maior confiabilidade.

ReFS (Resilient File System): Também desenvolvido pela Microsoft, o ReFS visa proporcionar maior resiliência à corrupção de dados e aprimorar o desempenho em servidores corporativos. Este sistema de arquivos é o sucessor do NTFS e geralmente é utilizado em conjunto com o Storage Spaces no Windows Server.

HFS+ (Hierarchical File System Plus): O HFS+ é o sistema padrão para servidores macOS e dispositivos de armazenamento Apple. Além de oferecer suporte a tamanhos de arquivo e volume grandes, apresenta recursos como journaling e compressão, tornando-o essencial para o ecossistema da Apple.

Conclusão

Neste artigo, exploramos o conceito de sistemas de arquivos e sua aplicação prática. Aprofundamos nosso entendimento nos sistemas predominantes em servidores, destacando a influência direta que a escolha do sistema de arquivos exerce sobre a experiência de armazenamento.

Para concluir, é evidente que a escolha cuidadosa de um sistema de arquivos otimiza a segurança e melhora o desempenho do armazenamento de dados.

Essa escolha melhora a experiência do usuário, e desempenha um papel fundamental na integridade e na acessibilidade de informações.

Contato e informações sobre a 4infra

(31) 3195-0580

comercial@4infra.com.br

Acesse nosso site www.4infra.com.br para saber mais sobre nossos serviços.

Estamos Localizados em Belo Horizonte/MG na Rua Marechal Foch, 41, Pilotis no Bairro Grajaú.

Nosso horário de funcionamento é de segunda a sexta de 08:00hs às 18:00hs

Já parou pra pensar, quando abre seu computador, tablet ou smartphone e começa a acessar seus documentos, fotos, músicas e aplicativos, no que está acontecendo nos bastidores do aparelho?  (mais…)

Configurar o Unifi Controller Como Serviço Windows Passo a Passo.

O Unifi Controller é uma ferramenta poderosa para gerenciar redes e dispositivos Ubiquiti.

Neste guia, mostraremos como realizar a configuração para iniciar Unifi Controller automaticamente como um serviço do Windows.

Somos uma empresa especializada em Tecnologia da Informação.

Atendemos presencialmente as cidades de Belo Horizonte e região Metropolitana e atendimento remoto para Rio de Janeiro, São Paulo, Salvador e Brasília.

Atuamos com soluções e serviços de ti personalizados (outsoursing) e disponibilizamos profissionais capacitados para atuar in loco.

Para demais localidades, consultar viabilidade através do e-mail comercial@4infra.com.br.

Por que Configurar o Unifi Controller como Serviço Windows?

Algumas funcionalidades dos equipamentos Ubiquiti Unifi dependem da controladora estar em execução, como o portal de autenticação.

Executar a controladora manualmente pode ser impraticável em certos ambientes.

Para resolver esse problema, vamos configurar o Unifi Controller para ser executado como um serviço no Windows.

O que é o Unifi Controller?

O UniFi Controller é um software usado para gerenciar dispositivos de rede Ubiquiti, como pontos de acesso Wi-Fi, switches e outros dispositivos.

Ele fornece uma interface centralizada para configurar, monitorar e gerenciar esses dispositivos.

Algumas funcionalidades dos equipamentos Ubiquiti, como o portal de autenticação em uma rede Wi-Fi, dependem da presença do UniFi Controller.

Realize a Instalação ou atualização do seu JAVA

Verifique a Versão do Java e certifique-se de que seja compatível com a versão a ser instalada.

Se o seu Windows for de 64 bits, o Java também deve ser de 64 bits.

Se necessário, desinstale a versão existente e baixe a versão correta do site oficial do Java.

Download Java JRE  Windows Atualizado: https://www.java.com/pt-BR/download/

Download versão compatível com Windows 10 64 bits jdk-17.0.9_windows-x64_bin.exe O JDK (Java Development Kit) também contém o JRE (Java Runtime Environment)

Por Padrão o Java será instalado no diretório c:\Program Files\Java\jre-1.8

Para verificar se o Java está em execução via CMD do Windows, você pode usar o comando "tasklist". Aqui está como fazer isso:

Abra o Prompt de Comando como administrador.

Para fazer isso, pesquise por "cmd" no menu Iniciar, clique com o botão direito no ícone do Prompt de Comando e escolha "Executar como administrador".

No Prompt de Comando, digite o seguinte comando e pressione Enter:

tasklist | findstr java

tasklist cmd
Este comando lista todos os processos em execução no sistema e, em seguida, filtra os resultados em busca de processos relacionados ao Java, que é a plataforma na qual o UniFi Controller é executado.

Faça o Download do Unifi Controller

Se você ainda não baixou o Unifi Controller, clique no link UniFi Controller for Windows versão 7.5.187

unifi installation Site Download

 

Após o download, execute o instalador.

Instalando o Unifi Controller

Siga as instruções na tela para concluir a instalação.

A instalação é rápida e direta.

tasklist CMD

 

Lembre-se da pasta de instalação, geralmente "C:\Users\SeuUsuário\Ubiquiti UniFi".

Instalacao UniFi

 

Ao finalizar, você verá uma mensagem solicitando que inicie o Unifi Controller.

Certifique-se de deixar a opção marcada para iniciar o serviço e clique em "Finish".

unifi installation Finish button

 

Clique no botao do windows Iniciar > Executar e digite:

%UserProfile%\Ubiquiti UniFi\

Confirme se o diretório de instalação do UniFi Controller.

Inicializando o Servidor Unifi Controller

Realizada a instalação, execute o UniFi para que possamos inicializar o servidor

Executar UniFI CMD

 

Aguarde a inicialização

Inicializando Servidor

Tela de confirmação do Servidor Iniciado abaixo.

Servidor Iniciado

Clique em Manage Server in Browser caso queira acessar a interface ou digite no browser(navegador) o endereço http://127.0.0.1:8080/

Controller-name Unifi

Executando o UniFi Controller

Vamos novamente executar o comando tasklist | findstr java no cmd do windows como administrador.

Se o UniFi Controller estiver em execução, você verá uma entrada que se refere ao processo Java associado a ele na lista de resultados.

Geralmente, o nome do processo Java relacionado ao UniFi Controller incluirá o nome do arquivo JAR do UniFi Controller.

Se o UniFi Controller não estiver em execução, o comando não retornará nenhuma saída relacionada ao processo Java do UniFi Controller.

Lembre-se de que o nome do processo Java pode variar dependendo da versão do UniFi Controller e de como ele está configurado em seu sistema.

Certifique-se de prestar atenção à saída do comando para determinar se o UniFi Controller está em execução.

Prompt Servico Java Execução

Configurando Unifi Controller para rodar como serviço

Abra o Prompt de Comando como administrador:

  1. Pressione a tecla Windows no teclado.
  2. Digite "cmd" na barra de pesquisa.
  3. Clique com o botão direito em "Prompt de Comando" nos resultados da pesquisa.
  4. Selecione "Executar como administrador" no menu de contexto.

Prompt de Comando

Digite o comando abaixo e pressione Enter:

cd %UserProfile%\Ubiquiti UniFi\

Diretorio Instalação Ubiquiti UniFi

*IMPORTANTE: Diretório para executar o comando. 

Agora estamos acessando no CMD o ditetorio BIN da instalação do UniFI.

É nesse diretório que devemos executar o comando a seguir.

Instalando o Unifi Controller como Serviço

Agora, execute o seguinte comando no Prompt de Comando para instalar o Unifi Controller como um serviço:

java -jar lib\ace.jar installsvc

Isso fará com que o Unifi Controller inicie automaticamente com o Windows.

Instalação Java via CMD

Inicie o Serviço do Unifi Controller

Para iniciar o serviço do Unifi Controller, use o seguinte comando no Prompt de Comando:

java -jar lib\ace.jar startsvc

Agora, o Unifi Controller está configurado para iniciar automaticamente como um serviço do Windows.

Você não precisará iniciar manualmente o programa toda vez que o sistema for reiniciado.

Start SRV Java

Em caso de Erros e Exceções:

java.lang.UnsupportedClassVersionError

A mensagem de erro "java.lang.UnsupportedClassVersionError" indica que o código Java que está tentando executar foi compilado com uma versão diferente em seu sistema.

Para resolver esse problema, você tem algumas opções:

  1. Atualize sua versão do Java: Baixe e instale uma versão mais recente do Java que seja compatível com a versão em que o arquivo de classe foi compilado.
  2. Recompile o código-fonte: Se você tiver acesso ao código-fonte do programa que está tentando executar, recompile-o com uma versão do Java compatível com a versão da Java Runtime em seu sistema.
  3. Verifique a configuração do ambiente de execução: Certifique-se de que o ambiente no qual você está executando o programa use a versão correta do Java. Isso pode ser configurado por meio de variáveis de ambiente, como a variável de sistema JAVA_HOME, que deve apontar para a instalação correta do Java.
  4. Considere uma máquina virtual Java (JVM) mais antiga: Se não for possível atualizar a versão do Java em seu sistema, você pode tentar executar o código em uma JVM mais antiga compatível com a versão 52.0 do formato de arquivo de classe. Isso pode ser feito instalando uma versão mais antiga do Java ou configurando sua JVM para usar uma versão mais antiga.

 Unable to access jarfile lib\ace.jar

O erro 'Unable to access jarfile lib\ace.jar' geralmente está associado ao caminho de instalação do Java (por exemplo, 'C:\Users\joao.aguiar\Ubiquiti UniFi') não estar corretamente configurado no sistema PATH.

Adicionar o caminho de instalação do Java ao sistema PATH é uma abordagem válida para permitir que o sistema encontre o Java.

No entanto, você também pode precisar configurar a variável de sistema JAVA_HOME para apontar para o diretório de instalação do Java.

Isso pode ser necessário para que outras aplicações que dependem dessa variável funcionem corretamente.

Conclusão

Configurar o Unifi Controller como um serviço no Windows é uma maneira conveniente de garantir que a ferramenta esteja sempre pronta para gerenciar sua rede e dispositivos Ubiquiti.

Com este guia passo a passo, você pode simplificar o processo e aproveitar ao máximo o Unifi Controller.

Lembre-se de ajustar os comandos de acordo com o local de instalação, caso tenha escolhido uma pasta diferente.

Agora, você está pronto para aproveitar todas as funcionalidades do Unifi Controller de forma contínua e automatizada.

Espero que este tutorial expandido seja útil para você configurar o Unifi Controller como um serviço no Windows.

 

 

Atualmente, o sistema operacional de tempo compartilhado é utilizado em ambientes de computação em rede, data centers e computação em nuvem.

Nesse artigo vamos entender como esses sistemas otimizam o uso de recursos e facilitam o compartilhamento de um único computador por vários usuários.

Somos uma empresa especializada em Tecnologia da Informação.

Atendemos presencialmente as cidades de Belo Horizonte e região Metropolitana e atendimento remoto para Rio de Janeiro, São Paulo, Salvador e Brasília.

Atuamos com soluções e serviços de ti personalizados (outsoursing) e disponibilizamos profissionais capacitados para atuar in loco.

Para demais localidades, consultar viabilidade através do e-mail comercial@4infra.com.br.

Sistema Operacional de Tempo Compartilhado

Sistema Operacional de Tempo Compartilhado

O que é um Sistema Operacional de Tempo Compartilhado?

Um sistema operacional de tempo compartilhado, também conhecido como sistema operacional multitarefa, é um tipo de sistema que permite que várias pessoas usem um computador ao mesmo tempo.

Aqui estão algumas coisas caracterísitcas desse tipo de sistema operacional:

Multitarefa: Isso significa que várias pessoas podem executar diferentes programas ao mesmo tempo no mesmo computador. Por exemplo, você pode navegar na web enquanto outra pessoa verifica seus e-mails.

Multiprocessamento: Ele é capaz de usar vários "cérebros" do computador de maneira eficiente, o que torna as coisas mais rápidas.

Tempo Compartilhado: Mesmo que todos estejam usando o computador ao mesmo tempo, o sistema se certifica de que cada pessoa obtenha um pouco de tempo para fazer suas coisas. Você não percebe, mas o computador está alternando rapidamente entre todos.

Compartilhamento de Recursos: Todos compartilham coisas como a memória do computador, impressoras e discos rígidos. O sistema se certifica de que todos obtenham sua parte justa.

Troca de Contexto: Isso é como o sistema muda rapidamente entre as coisas que todos estão fazendo. É por isso que você não percebe que outras pessoas também estão usando o computador.

Muitos Usuários: Várias pessoas podem ter suas próprias contas e coisas separadas no mesmo computador.

Prioridades: O sistema sabe quais coisas são mais importantes e as faz primeiro.

Segurança: Ele também se certifica de que seus arquivos e informações estão protegidos, para que ninguém possa olhar o que não deve.

Esses sistemas são usados em servidores, grandes computadores e redes, onde muitas pessoas precisam usar o mesmo computador ao mesmo tempo. Eles ajudam a manter tudo organizado e justo para todos.

Para que Serve um Sistema Operacional de Tempo Compartilhado?

Os sistemas de tempo compartilhado foram desenvolvidos para otimizar o uso de recursos, permitindo que vários usuários realizem suas tarefas em um único computador.

Isso é especialmente útil em ambientes onde múltiplos usuários precisam acessar e interagir com o computador ao mesmo tempo.

Os sistemas de tempo compartilhado tornam o compartilhamento de recursos mais eficiente e proporcionam uma experiência de usuário mais fluida.

Benefícios em Contratar um Sistema Operacional de Tempo Compartilhado

Eficiência de Recursos: Ao compartilhar um computador entre vários usuários, os recursos computacionais são utilizados de forma mais eficiente, reduzindo o desperdício de capacidade ociosa.

Custo-Efetividade: Um sistema de tempo compartilhado pode ser uma solução economicamente vantajosa para organizações que desejam oferecer acesso computacional a muitos usuários sem a necessidade de adquirir e manter múltos computadores separados.

Facilidade de Manutenção: A manutenção de um único computador é mais simples e econômica do que a manutenção de uma frota de computadores individuais.

Melhor Aproveitamento da Capacidade de Processamento: Os sistemas de tempo compartilhado permitem que a capacidade de processamento da UCP seja distribuída entre os usuários de forma equitativa, garantindo um uso otimizado.

Onde Contratar um Sistema Operacional de Tempo Compartilhado?

A contratação de um Sistema Operacional de Tempo Compartilhado pode ser feita com empresas de serviços de hospedagem, provedores de computação em nuvem ou provedores de serviços de infraestrutura de TI.

É importante escolher um provedor confiável com experiência em sistemas de tempo compartilhado.

Quanto Custa um Sistema Operacional de Tempo Compartilhado?

Os custos de um Sistema Operacional de Tempo Compartilhado variam de acordo com o provedor de serviços, a capacidade de processamento, a quantidade de usuários e os recursos adicionais necessários.

Geralmente, os custos podem ser mensais ou anuais, e é essencial obter cotações e comparar preços de diferentes provedores para encontrar a opção mais adequada às necessidades da organização.

Exemplo de Sistemas Operacionais Multitarefas

Existem muitos exemplos de sistemas operacionais multitarefas, pois esse é um recurso comum na maioria dos sistemas operacionais modernos. Aqui estão alguns exemplos populares:

  1. Windows: Microsoft Windows é um sistema operacional que suporta multitarefa. Você pode executar vários programas simultaneamente, como navegadores da web, aplicativos de produtividade e jogos.
  2. macOS: O sistema operacional da Apple para computadores Mac também oferece suporte à multitarefa. Você pode alternar entre vários aplicativos e executá-los ao mesmo tempo.
  3. Linux: A maioria das distribuições Linux, como Ubuntu, Fedora e Debian, são sistemas operacionais multitarefa. Eles permitem a execução simultânea de vários programas e processos.
  4. Android: O sistema operacional usado em muitos dispositivos móveis, como smartphones e tablets, é baseado em Linux e suporta multitarefa. Você pode executar vários aplicativos no seu dispositivo Android.
  5. iOS: Embora seja mais restrito em comparação com o Android, o iOS da Apple também oferece suporte à multitarefa, permitindo a execução de vários aplicativos em dispositivos como iPhones e iPads.
  6. Unix: Sistemas operacionais Unix e suas variantes, como o FreeBSD e o OpenBSD, são conhecidos por seu suporte robusto à multitarefa e à multiprogramação.

Esses são apenas alguns exemplos de sistemas operacionais multitarefa, mas a maioria dos sistemas operacionais modernos possui esse recurso, permitindo que os usuários executem várias tarefas e aplicativos simultaneamente.

Contato e informações sobre a 4infra

(31) 3195-0580

comercial@4infra.com.br

Acesse nosso site www.4infra.com.br para saber mais sobre nossos serviços.

Estamos Localizados em Belo Horizonte/MG na Rua Marechal Foch, 41, Pilotis no Bairro Grajaú.

Nosso horário de funcionamento é de segunda a sexta de 08:00hs às 18:00hs.

Hashtags:

#sistemaoperacionalmultitarefas #sistemaopercaionaldetempocompartilhado

A nova aplicação do WhatsApp para Windows agora suporta ligações com mais de 30 pessoas, funcionalidade que traz também outras novidades e facilidades que podem ser utilizadas na sua empresa.

Mais uma boa notícia para quem quer inovar no ambiente corporativo: a Meta, empresa americana dona do Facebook, Instagram e Whatsapp, lançou um novo aplicativo para computadores com Windows.

O Whatsapp ganhou um reforço que vai agradar muitos usuários, que manteve suas funções tradicionais de chat, mas com novidades que vão melhorar o uso do app pelas empresas:

Se essa notícia já enche os olhos de muitos usuários da plataforma, a empresa divulgou também que ao longo do tempo esse limite aumentará, deixando as funcionalidades e alcance mais abrangentes.

O que o Whatsapp para Windows traz de novidades?

O Whatsapp é uma das aplicações mais usadas no mundo. Com ela é possível se comunicar com diferentes pessoas e em inúmeras localidades, por meio de mensagens instantâneas e chamadas de voz para smartphone.

Além disso, o usuário consegue enviar imagens, vídeos, documentos em pdf e fazer ligações gratuitas através de uma conexão com a internet.

A nova versão da ferramenta favorece o uso no Windows e, assim, você terá mais uma opção para usar o popular Zap no desktop ou notebook na sua empresa com mais praticidade.

Isso porque ele é muito útil para aqueles que precisam fazer chamadas em grupo para trabalho, e não há a necessidade de manter o celular na mão para essa função.

No entanto, é importante notar que para usar essa funcionalidade é necessário ter a última versão do WhatsApp instalada no Windows e que, como sempre, é necessário ter uma boa conexão de internet para garantir a qualidade da chamada.

Funcionalidades relevantes do WhatsApp Web para empresas

Para quem quer usar a ferramenta na sua empresa, existem outras facilidades que o WhatsApp dispõe que contribuem para um bom cotidiano corporativo, confira:

Como utilizar o novo Whatsapp para Windows?

Para utilizar a nova aplicação para Windows, é preciso fazer o download da versão mais recente, acessando esse link;

A Meta ainda divulgou que espera disponibilizar o aplicativo para mais dispositivos no futuro.

Para acompanhar as novidades do mercado tecnológico, acompanhe o nosso blog ou se preferir faça contato com os consultores da 4Infra.

Estamos à disposição para tirar dúvidas, executar orçamento, elaborar projetos de TI e muito mais.

chevron-down