(031) 3195-0580
4infra

Como evitar os botnets e melhorar a comunicação em 2020

Como evitar os botnets e melhorar a comunicação em 2020

Talvez você não perceba, mas seu computador ou dispositivo móvel pode fazer parte de uma rede de zumbis. Se isso soa como um roteiro de filme de terror, pode ter certeza a realidade é tão assustadora quanto. Por isso, é bom se prevenir contra o apocalipse dos botnets.

Brincadeiras à parte, esse é um assunto que merece atenção. Os botnets fazem parte de uma rede de dispositivos ligados à internet e, em sua maioria, estão infectados por programas maliciosos. Não há avisos (ou sintomas) iminentes, então geralmente o usuário não tem conhecimento do risco. Fato é que o sistema serve para a atuação de cibercriminosos, incluindo o envio de spam, e dificultar possíveis investigações da polícia.

Ninguém está a salvo dos botnets, já que todo dispositivo conectado à internet, como laptop, desktop, smartphone, roteadores e internet de coisas sejam alvo dos criminosos. Mas, assim como nas histórias de zumbis, sempre há algo para conter o ataque mortal...

Para que serve um botnet

Os botnets são controlados por servidores de comando, nome chique para os computadores monitorados por um hacker ou grupos de hackers. Esses são chamados de herdeiros do bot ou mestres do bot.

Nesse contexto, o criminoso insere um tipo de código malicioso no computador X – que, por estar em rede, se conecta a outros, permitindo a execução de ataques simultâneos a diversos equipamentos. Isso é o equivalente a controlar várias televisões ao mesmo tempo com um único controle remoto. Pela metáfora, o controlador manipula cada um dos aparelhos, já infectados, para diferentes tipos de atividades criminosas.

Dentre os ataques mais comuns pelos hackers estão:

  • Realização de campanha de e-mail (spam);
  • Ataques de negação, fazendo com que o site entre em colapso;
  • Envio de malwares por e-mail;
  • Criação de tráfego falso;
  • Mineração de bitcoin;
  • Captação de informações;
  • Fraudes de clique;
  • Envio de malware por e-mail para captação de senhas de banco e dados de cartão de crédito.

Com o surgimento da internet das coisas, mais dispositivos ficam disponíveis para ataque dos botnets, aumentando a probabilidade de eles se transformarem em mais um perigo no mundo virtual.

Como a invasão de botnets ocorre?

A entrada de hackers nos computadores e outros dispositivos é facilitada devido à segurança inadequada. Algumas das principais portas de entrada são a utilização de senhas padrão, não atualizar o firmware e manter os programas instalados com versões antigas.

Esses “descuidos” acabam facilitando os ataques. É por isso que todos devem agir de forma preventiva, evitando instalar ferramentas nas máquinas corporativas. A regra vale para download ou acesso a sites suspeitos e, também, para transferências via USB. 

Separamos outras dicas de prevenção a botnets:

  • Não abrir arquivos sem inspecioná-los com o antivírus;
  • Desconfiar de links que chegam por e-mail, como mensagens de banco, receita federal, correios, entre outros;
  • Desconfiar de e-mails, mesmo que venham de pessoas conhecidas, cujo conteúdo esteja discrepante com os usuais do remetente.

Como proteger seus dispositivos e melhorar o tráfego de comunicação

A forma de implantar botnets em máquinas e sistemas evolui de acordo com as inspeções de segurança. Ou seja: o hacker não dorme no ponto. Dessa forma, empresas e usuários devem se proteger para garantir a segurança das suas informações.

Para combater de forma eficaz essa ameaça e melhorar o tráfego de comunicação da sua empresa é indispensável configurar máquinas e dispositivos para que recebam atualizações automáticas de softwares, programas e aplicativos.

Além disso, os responsáveis pela segurança de TI devem estar atentos às novidades do setor, levando para as empresas o que há de mais moderno na proteção de dados. Uma das atividades esperadas dos especialistas é reconfigurar a arquitetura da rede a fim de evitar o tráfego malicioso.

Conte com um time capacitado a buscar ferramentas que reforçam a rede contra as ameaças virtuais. O objetivo é melhorar o gerenciamento de acesso de ambientes de rede a usuários que não tenham relação com a área, além de eliminar o uso de softwares pirateados ou muito antigos.

Se você tem dúvidas sobre os ataques dos botnets ou não sabe quais são as melhores soluções a serem implantadas na sua empresa, não se preocupe: estamos aqui para te ajudar.

A 4Infra é uma consultoria de TI que prioriza soluções de acordo com o perfil do cliente, sem deixar de lado o custo-benefício. Para saber mais, entre em contato com nossos consultores.


19 de fevereiro de 2020

Próximos Artigos
Deixe uma resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compartilhe este artigo

Assuntos Relacionados
HDD e SSD: saiba a diferença e qual usar no seu servidor
30 de agosto de 2021
Entenda a importância do RTO e RPO
27 de agosto de 2021
Conheça as vantagens da Rede Social Corporativa e Intranet
25 de agosto de 2021
Ataque DDoS: saiba como proteger sua empresa!
23 de agosto de 2021
1 2 3 111
chevron-down