(031) 3195-0580
4infra

Relação entre segurança de TI e internet das coisas

Relação entre segurança de TI e internet das coisas

A internet das coisas, ou Internet of Things (IoT), vem mudando cada vez mais a maneira como as pessoas utilizam os recursos tecnológicos, tanto no meio doméstico quanto no corporativo. Nas empresas, a internet das coisas tem alterado, principalmente, o modo como são administrados os dados internos e os recursos de tecnologia da informação (TI). 

Grandes exemplos disso são o armazenamento em nuvem e o big data, ferramentas que modernizam a arquitetura e a infraestrutura tecnológica das organizações. 

Porém, é essencial levar em consideração que, mesmo fazendo uso desses recursos, é preciso se certificar de que a segurança da tecnologia da informação esteja sendo desenvolvida juntamente com a internet das coisas - evitando, por exemplo, que a empresa enfrente ameaças digitais.

O que é internet das coisas?

A internet das coisas diz respeito à ideia de diversos dispositivos conectados à internet, além de computadores, tablets e smartphones, como relógios e sensores. Em outras palavras, aparelhos que utilizam tecnologia incorporada para interagir com o meio externo podem ser incluídos no rol de IoT.

Todavia, dentro das corporações, a IoT vai além do conceito de objetos interligados à internet, pois abrange mais informações e aplicações. Estamos falando de possibilidades que vão desde a criptografia de dados até uma potencial integração de hardwares.

De modo geral, a internet das coisas funciona, basicamente, como uma expansão de conectividade. Com ela, os processos empresariais são otimizados por meio dos inúmeros benefícios disponibilizados pela web - e que podem ser empregados em qualquer contexto.

Relação entre segurança de TI e internet das coisas

Quando pensamos em tecnologia, também discutimos sobre as ameaças cibernéticas. Esses riscos comprometem, todos os dias, a garantia da privacidade de dados e a segurança da informação, entre outros fatores. 

Dessa forma, manter a segurança da tecnologia da informação é essencial no meio corporativo. Isso se deve ao fato de que novos hardwares e softwares podem auxiliar no melhor desenvolvimento dos serviços da empresa. Mas, para isso, eles precisam estar seguros.

Preparar a área de TI da empresa para adotar a IoT é, então, uma decisão importante a ser tomada. E, para tanto, é preciso fazer o planejamento apropriado, considerando o orçamento adequado, o cuidado com o manuseio de dados, a integração das equipes e a experiência de cada uma delas com os preceitos da tecnologia.

Como garantir a segurança da internet das coisas no meio digital

Antes de qualquer coisa, para assegurar a segurança da IoT é preciso ter cuidado com a segurança da informação - afinal, a internet das coisas lida com detectores que coletam e analisam os dados de forma frequente.

Então, a partir do momento que os aparelhos conectados na IoT estão armazenando e transmitindo informações particulares - empresariais e pessoais -, o destino dos dados precisa de uma atenção (e proteção) extra. 

Além disso, adotar o armazenamento em nuvem é essencial. Com isso, os dados conseguem ser compartilhados e arquivados com mais facilidade, fazendo com que as informações sejam facilmente disponibilizadas para outras corporações. 

Levando-se em consideração esse item, é preciso lembrar que vale a pena promover a certificação periódica dos dados armazenados na nuvem. Em resumo, eles devem estar sempre criptografados.

Por fim, outro ponto importante é a preparação da equipe. Adotar uma nova ferramenta na empresa é um processo que requer comunicação com os colaboradores. A medida é importante para evitar estranhamento por parte dos funcionários e possíveis falhas de execução. Todas essas medidas sobre a segurança de TI e internet das coisas impactam no funcionamento da empresa. O motivo é claro: é preciso fazer algumas alterações e investimentos, como na segurança dos dados e no requerimento de novas tecnologias, para crescer dentro das demandas do mercado. Isso também gera impacto positivo na competitividade em relação a outras empresas e na melhor experiência do cliente. 

Agora que você sabe a importância de investir em uma segurança de TI, evite correr riscos com a má utilização da internet das coisas. Para isso, conte com a ajuda da 4Infra, que oferece serviços de segurança de TI corporativo. Entre em contato conosco e escolha a melhor opção para a sua empresa! 

Próximos Artigos
Deixe uma resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compartilhe este artigo

Assuntos Relacionados
Phishing: saiba como evitar esse ataque 
27 de setembro de 2021
Segurança digital: 3 sinais para investir  
27 de setembro de 2021
Conheça a Data Mesh: a inovação na arquitetura de dados 
24 de setembro de 2021
Conheça o Xaas e saiba como aplicá-lo 
22 de setembro de 2021
1 2 3 114
chevron-down