(031) 3195-0580
4infra

Você já ouviu falar no NAS (Network Attached Storage) para pequenas empresas? Em tradução livre, é “Armazenamento Conectado à Rede”. Com a mera tradução, já é possível ter uma noção do que esse dispositivo faz. Mas como ele afeta as pequenas empresas? É preciso tomar cuidados e precauções ao utilizá-lo. Confira a seguir!

O que é  NAS (Network Attached Storage)?

NAS (Network Attached Storage) é um servidor conectado à rede. Sua função única é dispor de serviços de armazenamento de dados para outros usuários da rede e clientes heterogêneos. Derivada desta função, o NAS também possibilita a recuperação de dados e um sistema de arquivos.

Esse dispositivo é flexível, ou seja, quanto mais há necessidade de armazenamento, mais ele se expande. Basta adicionar à capacidade já existente. Por isso, se assemelha a uma nuvem privada.

Atualmente, o NAS não é utilizado apenas no mundo corporativo. A redução de custos dos dispositivos o popularizou em redes domésticas.

Quais as vantagens para pequenas empresas?

Por ser um dispositivo de armazenamento, o NAS (Network Attached Storage) evita a dispersão de dados. Quando a dispersão acontece em uma empresa, há problemas de sincronização de informações, acessibilidade e confiabilidade, já que não existe um servidor para realizar o backup e deixar os dados sempre disponíveis. Além disso, a dispersão de dados pode ocasionar atrasos ao responder às solicitações de clientes.

Diante desse fato, não é difícil imaginar as vantagens do NAS para pequenas empresas. Mas podemos listar as principais:

Quais são os cuidados e precauções?

A empresa pode usufruir de vários benefícios do NAS, como baixo custo, facilidade de uso e escalabilidade. Porém, essa solução de armazenamento de dados deve ser bem implementada, o que significa estar adequada às reais necessidades da empresa.

Somente assim, os dados poderão ser acessados a qualquer momento, auxiliando a equipe de atendimento ao cliente na prestação de um serviço de excelência. Dessa forma, não há perda de vendas ou problemas de colaboração. Em outras palavras, a empresa se mantém eficiente.

Os cuidados e precauções na hora de implementar um NAS para pequenas empresas podem dizer respeito à confiabilidade. O NAS é um servidor, semelhante aos componentes de um PC comum (placa mãe, CPU, RAM etc.), e precisa de redundância. Um dispositivo sem controle redundantes, sem redundância no acesso de dados, e sem fontes redundantes de energia é menos confiável do que outra solução.

Outro ponto que merece atenção é o uso simultâneo por vários usuários. O NAS para pequenas empresas possui limitações do seu próprio hardware. Ao contrário de outras soluções que podem ser melhorados adicionando um ou mais servidores, o NAS é limitado em si, não sendo possível fazer upgrades.

 

Diante das limitações e das características desse dispositivo, o NAS para pequenas empresas deve ser implementado somente se houver o auxílio de uma consultoria em TI que analisará as necessidades do negócio previamente. Sem essa ajuda, é difícil conseguir aproveitar os inúmeros benefícios que o dispositivo traz para as empresas.

Se você estiver cogitando utilizar o NAS em seu negócio, conte com o auxílio de uma consultoria especializada e diferenciada, como a 4infra!

chevron-down