(031) 3195-0580
4infra

5 passos para entender o que é monitoramento em TI

5 passos para entender o que é monitoramento em TI

Não existe possibilidade de uma empresa funcionar de maneira independente sem a utilização de tecnologias cruciais ao seu negócio. Isso vale tanto para quem tem dados estratégicos, que necessitam de integridade para manter a empresa rodando, quanto para quem precisa lidar diretamente com a tecnologia para entregar seus produtos ou serviços.

É nessas duas frentes que o monitoramento em TI atua. Em linhas gerais, esse serviço é indicado a todas as organizações que precisam controlar a infraestrutura de forma rápida, eficiente e sustentável. O monitoramento pode ser feito através de um ambiente de TI dentro da empresa, de um ambiente externo – feito com empresa parceira – e por relatórios de capacidade, como SLA e SML.

Os principais benefícios dessa iniciativa são o gerenciamento preventivo de falhas, a facilidade em encontrar indicadores e o alinhamento dos potenciais da TI aos objetivos da empresa.

E, para entender melhor como monitorar a TI pode ser benéfico ao negócio, separamos os cinco primeiros passos para entender porque essa escolha é indispensável às pequenas, médias e grandes empresas. 

#1 As ferramentas para monitoramento em TI

Se feito dentro da empresa, o monitoramento em TI vai exigir uma série de equipamentos adequados a essa finalidade, como hardwares e softwares que possibilitem o acompanhamento de dados e sistemas.

Mas, no caso da terceirização do serviço, essa infraestrutura fica a cargo da empresa especializada. A ferramenta interna, então, seria o sistema de TI utilizado pela equipe para a comunicação entre os dados das equipes.  

#2 Definição de prioridades

O setor de TI é responsável por toda a informação que circula dentro da empresa, desde os arquivos até os novos dados. E, para não sobrecarregá-lo com o que não é relevante, é preciso definir prioridades de monitoramento.

Isso é importante principalmente em momentos de urgência, em que a recuperação de desastres se faz necessária. E, ainda, faz com que a empresa possa gerenciar seus recursos de forma sustentável, dando mais atenção – e investimento – ao que precisa de mais atenção – e investimento.

#3 Soluções ideais 

Para que o monitoramento de TI seja considerado eficaz é indispensável que a empresa conte com a solução adequada à sua necessidade. Estamos falando em entender o que é preciso para que a área de TI possa trabalhar sem interrupções e com o máximo de aproveitamento de seus recursos.

O grupo das soluções ideais engloba hardware, software, sistemas de gestão, firewalls, armazenamento em nuvem e tudo o mais que melhore a performance empresarial. Ao suprir as necessidades de uma equipe de TI, a empresa está não só aumentando o tempo de vida útil de seus equipamentos, mas, também, tratando a produtividade como item prioritário para o faturamento.

#4 As métricas

O monitoramento em TI exige que a gestão do setor tenha indicadores de performance que possam ser acompanhados ao longo do tempo. Afinal, o que não se mede não pode ser tido como resultado. Para saber se as mudanças feitas em tecnologia da informação surtiram efeito, é importante entender suas nuances. 

Nesse sentido, o principal indicador de performance de TI é o uptime, que pode avaliar a disponibilidade de todas as soluções implementadas. Com ele, todo dispositivo ou sistema que rode acima de 98% está em boas condições de uso. Abaixo disso a empresa pode ter problemas. 

#5 Levantamento de recursos

Uma TI que opera no positivo é uma TI que tenha recursos à sua disposição para melhorias. A sugestão é utilizar o resultado das métricas para calibrar prioridades, necessidades e urgências do setor. Quanto mais atenção a empresa dá aos relatórios que pratica, menos terá de arcar com prejuízos inesperados.

Dito isso, o monitoramento em TI não pode ser relegado em prol de outras adaptações, já que a área é imprescindível para manter a empresa rodando seus dados em segurança e com eficácia.

Se você ainda não faz monitoramento em TI, ou não tem resultados bons com seus sistemas atuais, entre em contato com a 4Infra. Nós podemos te ajudar a encontrar a solução ideal para o gerenciamento das suas informações mais preciosas.  


7 de dezembro de 2019

Próximos Artigos
Deixe uma resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compartilhe este artigo

Assuntos Relacionados
HDD e SSD: saiba a diferença e qual usar no seu servidor
30 de agosto de 2021
Entenda a importância do RTO e RPO
27 de agosto de 2021
Conheça as vantagens da Rede Social Corporativa e Intranet
25 de agosto de 2021
Ataque DDoS: saiba como proteger sua empresa!
23 de agosto de 2021
1 2 3 111
chevron-down