(031) 3195-0580
4infra

Como escolher um sistema de gestão jurídica

Como escolher um sistema de gestão jurídica

A invasão da tecnologia na advocacia teve um impulso com o advento do processo eletrônico. Aos poucos, os profissionais do Direito foram se familiarizando com outras ferramentas ainda desconhecidas, como o sistema de gestão jurídica. Você sabe o que é e qual a importância desse software? A escolha certa desse sistema pode alavancar seu escritório. Confira!

O que é um sistema de gestão jurídica?

O sistema de gestão jurídica é um software que contribui para a administração das principais atividades exercidas pelo escritório de advocacia, pelo departamento jurídico de uma empresa ou pelo advogado autônomo. Ele é capaz de reunir dados e oferecer informações estratégicas para a tomada de decisões.

Dentre suas funcionalidades mais comuns, estão: gestão de processos; relatórios gerenciais; controle de prazo e audiências; controle financeiro; pesquisa automatizada de jurisprudência e diários oficiais; acompanhamento de processos; agendamento de diligências; time sheet; agenda e outros.

Qual sua importância hoje em dia?

Com um mercado jurídico saturado, sai na frente quem consegue otimizar os processos internos para ganhar produtividade e tempo. A função primordial do sistema de gestão jurídica é fornecer ferramentas para que o advogado trabalhe com mais qualidade. Ao invés de perder tempo fazendo tarefas burocráticas e rotineiras, o profissional se dedica às funções essenciais da advocacia.

Uma das vantagens do software jurídico é, assim, conferir vantagem competitiva a quem o adota. Mas ele não se limita a isso.

Podemos dizer que a organização mais profissional do negócio advocatício passa pela adoção de sistemas de gestão. Isso porque é muito difícil encontrar um advogado que possua amplo conhecimento sobre administração, finanças e outros assuntos pertinentes à gestão. Com o software, os efeitos dessa deficiência são amenizados.

Como escolher?

O sistema de gestão jurídica adequado é aquele que resolve as demandas específicas e rotineiras do escritório de advocacia ou do departamento jurídico. O interessado deve avaliar, no mínimo, os seguintes pontos na hora de escolher:

  • Compare os sistemas de diversos fornecedores: os sistemas de gestão possuem algumas funcionalidades comuns e outras exclusivas. É preciso escolher aquele que engloba ferramentas mais necessárias para a administração do negócio;

  • Trace prioridades: há negócios que têm dificuldade com controle de prazos e improdutividade, ao passo que outros não conseguem ter um bom controle financeiro. Ao traçar as prioridades, é mais fácil visualizar qual sistema de gestão jurídica é mais adequado;

  • Procure referências com outros clientes: a melhor forma de escolher um software jurídico é buscando referências de quem o utiliza;

  • Analise a capacidade de integração: um bom software é aquele que se integra com outras aplicações do escritório ou departamento jurídico, uma vez que isso melhora a comunicação entre as áreas;

Como uma consultoria em TI pode auxiliar no processo?

Sempre que um negócio desejar adotar a tecnologia, deve avaliar os impactos que ela pode ter em sua estrutura. Por isso, a consultoria em TI pode auxiliar na escolha do sistema de gestão jurídica ao avaliar qual software é mais indicado para as necessidades daquele escritório ou departamento jurídico.

Um exemplo claro são os sistemas baseados em nuvem. Quando os dados são armazenados na cloud, não há preocupação em adquirir um servidor para armazenamento do banco de dados e do backup automático.

Porém, é preciso ter certeza de que a infraestrutura de TI atendem às exigências de segurança. Além disso, é preciso ter cuidado com os protocolos de certificação digital. Não custa lembrar que os dados trocados na advocacia são extremamente sigilosos.

Além disso, a consultoria de TI poderá verificar se o software é escalável, capaz de manter seu desempenho conforme o crescimento da demanda.

Em suma, a consultoria auxilia o advogado a escolher um sistema de gestão jurídica que funcione perfeitamente, contribuindo para a produtividade da equipe, ao mesmo tempo em que mantém a total segurança dos dados.

Se você ainda não escolheu um sistema de gestão jurídica para seu negócio, conte conosco para auxiliá-lo nesta tarefa! Você pode se surpreender com os benefícios que essa ferramenta pode trazer para seu escritório!


16 de fevereiro de 2018

Próximos Artigos
Deixe uma resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compartilhe este artigo

Assuntos Relacionados
HDD e SSD: saiba a diferença e qual usar no seu servidor
30 de agosto de 2021
Entenda a importância do RTO e RPO
27 de agosto de 2021
Conheça as vantagens da Rede Social Corporativa e Intranet
25 de agosto de 2021
Ataque DDoS: saiba como proteger sua empresa!
23 de agosto de 2021
1 2 3 111
chevron-down