(031) 3195-0580
4infra

Como se proteger de shadow IT

Como se proteger de shadow IT

A segurança da informação já é considerada uma das principais estratégias das empresas. Gestores e suas equipes se empenham para assegurar um ambiente tecnológico confidencial e produtivo para o negócio e seus colaboradores.

As políticas voltadas para essa área contemplam a proteção de hardware, software e toda a rede de transmissão de dados. Muitos cuidados são tomados para evitar vazamento de informações, quebra de sigilo e outros danos que possam afetar as organizações.

Colaboradores que utilizam dispositivos fora das normas empresariais colocam em risco tudo o que já foi feito. A prática do shadow IT, ou TI invisível, deixa a instituição vulnerável para invasão e ataque de terceiros.

 

O que é shadow IT

 

Shadow IT, ou TI na sombra, é algo simples e até comum em muitas organizações. É a utilização de tablet ou smartphone, softwares, programas ou quaisquer serviços virtuais que não sejam autorizados pela área de segurança de TI.

Em seu local de trabalho, você já deve ter observado usuários que inserem pen drives nas máquinas, acessam sites que nada tenham a ver com a missão da empresa, baixam conteúdo de procedência duvidosa e instalam softwares sem autorização, entre outras atitudes comprometedoras.

Muitos colaboradores acreditam que práticas como essas melhoram o desenvolvimento dos trabalhos, trazendo mais criatividade e um diferencial na execução das tarefas.

Contudo, o que passa despercebido é o perigo que está por trás dessas ações: programas maliciosos, vírus que se espalham rapidamente, lentidão do sistema, ataques de cibercriminosos e roubo de dados, entre outros riscos que podem parar a produção e trazer grandes prejuízos financeiros para o negócio.

Com tantos recursos digitais disponíveis, como proteger o ambiente corporativo do fenômeno de shadow IT?

 

Formas de proteger sua empresa do shadow IT

 

A prática de utilizar a TI invisível pode estar enraizada, fazendo parte da cultura até mesmo dos altos níveis da organização. Para mudar essa realidade é preciso adotar medidas que sejam capazes de reduzir os impactos e melhorar a segurança dos dados.

 

Política de segurança

Tenha uma política de segurança clara e bem delineada, abrangendo todos os pontos que possam comprometer a estabilidade da empresa. Esse documento deve ser direcionado a funcionários e colaboradores que utilizam equipamentos e sistemas corporativos.

A comunicação dessas normas e diretrizes é de grande importância para proteger a companhia dos ataques cibernéticos e vazamentos de dados.

 

Monitoramento de TI

Se programas estão sendo instalados no ambiente digital e nenhuma providência consegue ser tomada é porque o monitoramento não está sendo efetivo. É necessário que a área de TI identifique com rapidez os softwares e dispositivos  que entram no sistema da organização.

 

Computação em nuvem

A computação em nuvem é uma realidade, garantindo maior segurança às informações e programas armazenados remotamente. Quando a gestão disponibiliza recursos tecnológicos mais flexíveis, o usuário não se sente tentado a usar o shadow IT para realizar determinados trabalhos.

Além de proteger contra roubos e vazamentos, todos os softwares que estão na  cloud computing são sempre atualizados, sem a necessidade de compra de licenças. Esse é um aspecto importante que auxilia na descontinuidade do uso de soluções piratas que podem criar brechas para invasão de hackers.

 

Restrição de acesso

É possível controlar o acesso de algumas aplicações, determinando quais usuários e setores tenham permissão para utilizá-las. A situação deve ser analisada com critério para que o bloqueio não ocorra de forma indevida.

Por exemplo: muitas empresas restringem o acesso dos funcionários às redes sociais. No entanto, as áreas de marketing e comunicação necessitam dessa permissão para atualizar as páginas, monitorar o tráfego e responder às dúvidas dos clientes. Dessa forma, o gestor irá avaliar caso a caso para que não haja prejuízo de produtividade.

A solução definitiva para esse problema está no uso de uma consultoria de segurança especializada, como a 4infra, para ajudar a definir a melhor forma de lidar com esses ataques e outros que possam surgir no futuro.

Saiba que a terceirização em TI é a melhor maneira de se chegar a um resultado mais eficiente. Além de ser mais barato, por se adequar à demanda, ela oferece uma infraestrutura escalável, ou seja, pode ser redimensionada conforme a necessidade do cliente.Quer saber mais sobre nossos serviços? Entre em contato com a gente.

Próximos Artigos
Deixe uma resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compartilhe este artigo

Assuntos Relacionados
HDD e SSD: saiba a diferença e qual usar no seu servidor
30 de agosto de 2021
Entenda a importância do RTO e RPO
27 de agosto de 2021
Conheça as vantagens da Rede Social Corporativa e Intranet
25 de agosto de 2021
Ataque DDoS: saiba como proteger sua empresa!
23 de agosto de 2021
1 2 3 111
chevron-down