(031) 3195-0580
4infra

Como montar infraestrutura de TI para hospitais

Como montar infraestrutura de TI para hospitais

Para que uma empresa funcione bem, seja de ordem pública ou privada, independentemente do segmento de atuação, é preciso investir no aprimoramento da comunicação, segurança e gerenciamento eficiente das tarefas. A infraestrutura de TI para hospitais não só é necessária como, também, pode fornecer tudo isso - e muito mais.

A infraestrutura de TI é composta por diversos elementos, como os equipamentos tecnológicos, hardwares, redes, softwares e profissionais capacitados. O trabalho consiste em desenvolver, testar, monitorar, oferecer suporte e entregar serviços de TI que supram as necessidades do ambiente em que está inserida.

Dentre suas vantagens estão o ganho na velocidade e assertividade nas tomadas de decisão, aumento da produtividade, melhoria da organização dos processos, redução de custos e aprimoramento do negócio à medida das novidades trazidas pelo mercado. Para adequar-se ao básico necessário para contar com as vantagens da infraestrutura de TI, algumas medidas mais urgentes devem ser adotadas.

1. Busque por opções adaptáveis à realidade do hospital

À medida que o mercado se renova, colaboradores vem e vão, buscando por oportunidades de crescimento ou para movimentar negócios próprios. Sendo assim, nenhuma empresa está livre de ter de substituir um funcionário. E, quando o momento chegar, é importante que o trabalho deixado para trás possa ser continuado por um novo membro sem grandes dificuldades.

Portanto, é importante que o ambiente tecnológico construído seja compreensível e adaptável por toda equipe, podendo ser repassado ou monitorado mesmo na ausência do responsável. Quanto mais simples e flexíveis forem os processos, melhor eles serão repassados e fixados à rotina de todo o hospital.

As mudanças sistêmicas são constantes, principalmente ao registrar informações sobre pacientes e pagamentos. Quanto mais adaptável for o sistema criado para a companhia, menos a equipe de TI será solicitada para alterar o sistema, deixando-o sempre disponível para uso.

2. Não se esqueça de reforçar a segurança

Um dos fatores de maior consideração em um hospital é a confidencialidade dos clientes. Com o recente implemento da Lei Geral de Proteção de Dados - LGPD, o assunto ganhou ainda maior destaque em reuniões de investimento. Afinal, a Lei estabelece sanções financeiras para as empresas, de qualquer porte, que descumprirem as determinações de proteção, coleta e compartilhamento de dados.

Os profissionais de TI, nesse caso, devem atuar de modo a fechar brechas de invasões por hackers, compartilhamento indevido de informações entre colaboradores e vírus maliciosos. Investir tempo e recursos para aprimorar a segurança de dados do hospital também é uma maneira para transmitir confiança aos clientes, que se sentirão confortáveis em informar dados sensíveis ao prestador de serviço.

Além disso, agir preventivamente é muito menos oneroso do que tentar reverter ataques cibernéticos e recuperar a perda de informações extraviadas. 

3. Lembre-se de facilitar a comunicação entre os setores

Não se trata de criar um grupo de WhatsApp ou aprimorar um sistema de bate-papo exclusivo do hospital, mas da criação de um sistema integrado, que permita que os setores troquem informações entre si, registrando e encaminhando tarefas.

Mesmo que a documentação escrita permaneça fundamental, é importante que a empresa possua um sistema que integre o trabalho do médico ao setor de marcação de consultas e retorno, deixando claros os próximos passos do paciente e organizando a agenda do consultório.

A colaboração entre os colegas de trabalho pode melhorar bastante graças aos benefícios da comunicação eficiente, trazendo ganhos à produtividade na rotina de toda a companhia. 

4. Conte com um suporte eficiente

O hospital não pode parar e a vida das pessoas depende do funcionamento daquele espaço, certo? Portanto, é inadmissível que o trabalho seja interrompido por erros sistêmicos e por um suporte lento, que demora a atender aos chamados da empresa.

Além de impactar a produtividade do setor administrativo, passar por longos períodos sem internet ou com indisponibilidade sistêmica também prejudica o fechamento de novos negócios e parcerias. Sem falar na oportunidade que os hackers enxergam ao encontrarem uma rede desprotegida.

O suporte de infraestrutura de TI para hospitais não atua como apagador de incêndios apenas, mas no mapeamento e previsão de problemas técnicos, propondo melhorias antes que o trabalho dos demais colaboradores seja interrompido pela falha. 

Trocar senhas com regularidade, testar a segurança dos softwares, acompanhar a durabilidade dos equipamentos, criar e ofertar ferramentas facilitadoras do dia a dia e melhorar os processos internos e externos também fazem parte do papel do suporte de TI.

A equipe não será diariamente solicitada, mas quando necessário, é preciso contar com o suporte adequado, mantendo a segurança da operação e barrando inconvenientes tecnológicos.

Benefícios em terceirizar a equipe na infraestrutura de TI para hospitais

Criar uma infraestrutura de TI para hospitais em sua forma completa é algo dispendioso. Ainda, administrar todo o setor também é um trabalho burocrático e que exige tempo, principalmente para selecionar e contratar talentos.

Terceirizar a TI da companhia simplifica o trabalho dos gestores, mas sem que percam o controle do que tem sido feito dentro da empresa. Com um contrato único, de pagamento fixo, firmado apenas com a prestadora de serviços, o RH recebe muito menos demandas.

Uma equipe completa é composta por técnicos, analistas, suporte e etc. Terceirizar o time permite que os problemas que surgirem sejam solucionados sem que o gestor tenha que buscar um profissional no mercado, ficando à cargo da prestadora fornecer o atendimento específico.

Caso ainda existam dúvidas sobre contratar equipe ou terceirizar a infraestrutura de TI para o hospital, acesse o blog da 4Infra e saiba mais detalhes sobre como funciona o outsourcing.


9 de setembro de 2020

Próximos Artigos
Deixe uma resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compartilhe este artigo

Assuntos Relacionados
HDD e SSD: saiba a diferença e qual usar no seu servidor
30 de agosto de 2021
Entenda a importância do RTO e RPO
27 de agosto de 2021
Conheça as vantagens da Rede Social Corporativa e Intranet
25 de agosto de 2021
Ataque DDoS: saiba como proteger sua empresa!
23 de agosto de 2021
1 2 3 111
chevron-down