(031) 3195-0580
4infra

Implementação de firewall: principais dúvidas e problemas

Implementação de firewall: principais dúvidas e problemas

Qualquer empresa sabe a importância de um firewall. Essa ferramenta, de essencial importância para a segurança corporativa, controla o tráfego de dados e a comunicação entre os ambientes interno e externo. Para que o controle seja eficiente, é preciso fazer uma boa implementação de firewall.

Entretanto, é comum que surjam dúvidas e problemas acerca de suas funções e recursos, como VPN, NAT, regras de filtragem e de navegação. Por isso, listamos cinco dúvidas comuns sobre a implementação de firewall. Acompanhe!

É necessário planejamento para a implementação de firewall?

A implementação de um firewall é uma das etapas importantes para a política de segurança de uma empresa. Por isso, por mais óbvio que possa parecer, sempre que a implantação de um ativo de segurança não vier precedida de planejamento, a prática pode ocasionar problemas.

É preciso definir previamente os padrões e critérios mínimos de operação do firewall. Isso se aplica a negócios que possuem uma arquitetura simples ou complexa. E lembre-se de que ele faz parte de uma estrutura mais ampla de segurança da informação corporativa.

Portanto, ele é somente um item do checklist a ser observado pela TI neste sentido.

Preciso definir regras de navegação e perfis de acesso?

Sim. As empresas que não possuem regras de navegação e perfis de acesso bem definidos estão sujeitas a uma série de riscos, como:

  • Improdutividade dos funcionários, decorrente da ausência de controle ou bloqueio de websites que desviam os profissionais de suas funções;
  • Infecção por agentes maliciosos (vírus, trojan, malware, ransomware), decorrentes de downloads, softwares de torrent e outros;
  • Armazenamento de conteúdos indevidos que constituem crime (pedofilia, pornografia, racismo etc.).

A definição de regras de navegação e perfis de acesso, portanto, aumentam a segurança do ambiente empresarial e contribuem para a produtividade dos profissionais. Quando a empresa define um perfil de navegação, ela precisa somente apontar quais categorias serão bloqueadas (governo, entretenimento, rede social etc.).

Após definir esse ponto, é preciso planejar a vinculação dos profissionais ou setores aos perfis de navegação, o que será feito com o auxílio da alta direção e dos gestores.

Como definir regras de filtragem?

Regras de filtragem são muito importantes na implementação de firewall, pois são elas que definem e controlam o tráfego de informações que passa através do gateway. O primeiro passo para defini-las é fazer uma reunião entre a equipe de TI e as áreas negociais da empresa, como contabilidade, financeira e jurídica. Esses setores precisam acessar sites e sistemas governamentais, motivo pelo qual o filtro deve ser criterioso.

Quando o gestor não sabe como definir as regras de filtragem, o recomendado é configurar o firewall somente para monitorar, sem que haja bloqueio. Após algumas semanas, basta analisar, por meio de logs e relatórios, o tráfego. Em cima deles, faça as regras de liberação e bloqueio.

Qual o papel do NAT e do VPN?

NAT (Network Address Translation) é a forma de comunicação dos IPs privados com o mundo externo. Na implementação de firewall, é importante ter as regras de NAT bem definidas.

Imagine que a empresa possua sistemas na internet. É por meio do NAT que se configura a solicitação de acesso da Internet no IP Público por uma porta que será direcionada a um servidor.

VPN (Virtual Private Network) é o modo de comunicação entre dois meios (matriz-filial, parceiros-funcionários externos etc.). Por meio da VPN, é possível acessar as informações dos servidores corporativos mesmo estando em outro local.

A grosso modo, a VPN é um túnel criptografado de comunicação entre cliente e servidor. Portanto, na implementação de firewall, é importante definir as VPNs e as formas de serviço.

Apesar de ser possível realizar a implementação de firewall de forma autônoma, o ideal é contratar profissionais especializados no assunto. Eles poderão analisar as diretrizes de segurança da empresa, bem como a infraestrutura existente. Somente assim, é possível sugerir a melhor solução para a TI corporativa.

A 4Infra pode te ajudar. Quer conhecer nosso segredo para seu sucesso?


1 de junho de 2018

Próximos Artigos
Deixe uma resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compartilhe este artigo

Assuntos Relacionados
HDD e SSD: saiba a diferença e qual usar no seu servidor
30 de agosto de 2021
Entenda a importância do RTO e RPO
27 de agosto de 2021
Conheça as vantagens da Rede Social Corporativa e Intranet
25 de agosto de 2021
Ataque DDoS: saiba como proteger sua empresa!
23 de agosto de 2021
1 2 3 111
chevron-down