(031) 3195-0580
4infra

5 dicas de TI em Home Office para quem não trabalha com TI

5 dicas de TI em Home Office para quem não trabalha com TI

Tudo indica que o home office vai se tornar rotina para muitos profissionais que, antes, jamais consideraram esse modelo de trabalho. Em meio às loucuras de 2020, as empresas puderam perceber bons resultados de produtividade de suas equipes no trabalho remoto.

A lista de benefícios, porém, não fica só para as empresas: quem passa a trabalhar de casa também percebe a praticidade do modelo. Além da redução dos custos com alimentação e deslocamento, a oportunidade de ser mais produtivo, e até de conquistar remunerações variáveis mais vantajosas, são fatores que encantam - e não somente a quem já vivia como autônomo antes da pandemia.

A pergunta que fica é: será que seu ambiente doméstico está preparado para as demandas do negócio? Já falamos por aqui das empresas que adotaram ferramentas para o trabalho remoto, nesse período atípico. Contudo, quem abraça o método por conta própria também tem que tomar alguns cuidados. 

Neste material, preparamos algumas dicas de TI para que você possa chamar de suas, já que não são só os profissionais de TI que podem desfrutar de um home office turbinado… Os "macetes" da tecnologia podem ser espalhados por todos que se utilizam delas, e não só para o trabalho, mas, também, para projetos pessoais. 

Confira.

1. Invista nos equipamentos certos

Quase todas as atividades que desempenhamos atualmente demandam um computador, não é mesmo? Contadores, professores, escritórios que se gerenciam através de sistemas, o artista que usa a internet para consultar referências e negociar trabalhos e os diretores de empresas que fazem networking: todo mundo, em algum nível, utiliza o computador como fonte de renda.

No entanto, algumas atividades exigem equipamentos mais robustos, com processadores velozes e uma série de soluções para aumentar seu desempenho. Porisso, é fundamental escolher um computador que atenda suas necessidades e trabalho; do contrário, o mais provável é que ele cause estresses que poderiam ser evitados.

O mesmo vale para o pacote da internet, a mesa de trabalho e até a cadeira: os equipamentos do seu escritório em casa devem ter bom desempenho e, no caso do mobiliário, perfeita ergonomia. Quem trabalha em casa tende a ter mais problemas de postura, pois trabalha da cama, da mesa da sala e outros locais que não são próprios para essa finalidade.

Não seja uma dessas pessoas! 

2. Redobre os cuidados com a segurança da rede e a navegação

Uma coisa é usar os equipamentos da empresa, com todos os sistemas e antivírus instalados; outra é dispor apenas dos equipamentos pessoais para fazer seu trabalho. Não que os computadores da empresa não mereçam atenção, mas sempre é bom redobrar os cuidados com algo que é seu.

E por que? Porque sua máquina de trabalho estará em casa, constantemente, e nem sempre você ou as pessoas da sua família vão levar em consideração todos os perigos de invasão e ataque. Além disso, para a pessoa física, pode ser muito mais difícil investir em sistemas de segurança e antivírus robustos, como os que as empresas utilizam. 

Se você estiver trabalhando de casa para a sua empresa, avalie junto aos especialistas de TI da organização a possibilidade de acessar sistemas por VPN. 

Caso adote o home office de forma autônoma, a dica é: compre antivírus e redobre seus cuidados com e-mails de phishing e spam em geral, que convidam os usuários a clicar e acessar domínios maliciosos com ofertas imperdíveis.

3. Faça backup de tudo

Já imaginou perder o trabalho de um dia inteiro, ou dados que lhe foram confiados e que devem ser entregues para seu gestor no primeiro horário do dia seguinte? Imprevistos capazes de causar arrepios, como esses, geralmente ocorrem nos dias mais impróprios para surpresas.

Como evitar? Simples: faça backup de tudo. Salve constantemente todas as informações do seu trabalho, de preferência através de um esquema de armazenamento na nuvem, que permite o acesso aos documentos de outros dispositivos. 

Mas, atenção: não adianta dar o comando para salvar documentos importantes do negócio e esquecer de conferir se tudo foi transmitido e armazenado. Seja trabalhando para a empresa ou por conta própria, é você quem responde sobre perdas de dados e atrasos. Então, melhor prevenir que remediar. 

Vale lembrar que ter um backup em nuvem não é um sonho inacessível. É possível contratar serviços de nuvem com maior espaço e maior nível de segurança com mensalidades básicas. One Drive, Google Drive, Dropbox e Box Drive são alguns exemplos.

4. Mantenha sistemas atualizados

Se a ideia é utilizar o computador que você já tem há anos, e ainda funciona muito bem, assegure-se de que ele estará atualizado conforme suas demandas de trabalho.

Desenvolvedores ou web designers, por exemplo, precisam de equipamentos e sistemas compatíveis com suas rotinas e necessidades de tecnologia.

Usar sistemas e ferramentas originais também é essencial, já que programas pirateados podem trazer dores de cabeça e te deixar na mão a qualquer momento. Além disso, as atualizações do navegador e do Office, por exemplo, que sempre são adiadas para um dia qualquer, devem deixar de ser postergadas.

Muita gente não sabe, mas, às vezes, um computador lento e travando muito não é caso de assistência técnica ou ataque cibernético; é, simplesmente, falta de atualização dos softwares mais utilizados.

Por isso, coloque todas as atualizações em dia, considerando que as versões mais antigas nem sempre oferecem suporte da desenvolvedora, como é o caso do Windows 7 e Windows XP. Avalie também se tais upgrades  atendem suas necessidades ou se é melhor adotar uma versão mais completa.

5. Use a criptografia a seu favor

Se as informações do trabalho que estão no seu computador não podem ser lidas ou compartilhadas, o ideal é usar a criptografia. No MacBook, por exemplo, é possível dar essa camada de proteção aos documentos através da ferramenta FileVault.

Já no caso dos computadores que usam Windows, é possível usar a opção "Criptografia do dispositivo”, no menu de segurança do Windows 10, ou, “Bitlocker” para versões mais antigas.

Criptografar dados é uma forma de evitar tentativas de extorsão provenientes de um ataque ou invasão hacker, ou em caso de roubo do equipamento - o que a gente espera que não aconteça, é claro.

 

Trabalhar em home office pode fazer parte do "novo normal" para muitos de nós que, antes, sequer pensávamos na possibilidade. Por isso, é preciso adotar medidas de segurança e otimização do ambiente de trabalho em casa, assim como fazem os Departamentos de TI das companhias.

Redobrar a segurança das informações e adotar as ferramentas certas para o trabalho remoto é indispensável para quem vai seguir trabalhando de casa.

Essas medidas de segurança de TI para home office não são nenhum bicho de sete cabeças, e nem papo exclusivo de especialista em computação. A TI é pertinente a todo mundo que tem o computador como uma de suas ferramentas de trabalho, lazer ou criação de projetos pessoais.Esse é o seu caso? Então, que tal ler mais algumas dicas do nosso blog? Curta nosso Facebook e acompanhe nossas postagens.


24 de junho de 2020

Próximos Artigos
Deixe uma resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compartilhe este artigo

Assuntos Relacionados
Phishing: saiba como evitar esse ataque 
27 de setembro de 2021
Segurança digital: 3 sinais para investir  
27 de setembro de 2021
Conheça a Data Mesh: a inovação na arquitetura de dados 
24 de setembro de 2021
Conheça o Xaas e saiba como aplicá-lo 
22 de setembro de 2021
1 2 3 114
chevron-down